Portal do Aluno

Atenção farmacêutica na farmácia magistral

Dados publicados no Panorama Setorial ANFARMAG: Farmácias de Manipulação Brasileiras (ANFARMAG, 2016), revelam que a idade média do empresariado do setor farmacêutico magistral no Brasil é de 43,5 anos. O mesmo estudo revela que cerca de 44% destes empresários enquadra-se na faixa etária acima de 46 anos. Este grupo é o principal responsável pela caracterização do perfil da farmácia magistral brasileira como a conhecemos atualmente.

Outros dados da mesma pesquisa demonstram que 63% dos empresários do setor despertaram para a oportunidade de investir em novos segmentos. A parcela que concorda, total ou parcialmente, que as farmácias magistrais são inovadoras na introdução de novos produtos e soluções para o mercado corresponde a 79% do empresariado.

A concorrência acirrada e a busca de sustentabilidade pelo setor são desafios constantes, principalmente em período de crise econômica. Este cenário tem despertado a necessidade de diversificação do mercado e a busca por novos modelos e diretrizes de negócios. A dependência de encaminhamento dos pacientes à farmácia pelos profissionais prescritores tem sido a principal estratégia adotada pelo setor nos últimos 30 anos. Por isto, novas estratégias precisam ser implantadas com o objetivo de diversificar a fonte primária de demanda.

A oferta de serviços clínicos nas farmácias constitui uma grande oportunidade de diferenciação no mercado. Esta estratégia promove o aumento das vendas de forma ética e com foco na saúde do paciente. Os serviços clínicos se fundamentam na prática da atenção farmacêutica, que envolve a dispensação, a revisão da farmacoterapia, o manejo de problemas de saúde autolimitados e o acompanhamento farmacoterapêutico.

A prescrição farmacêutica é uma consequência do manejo de problemas de saúde autolimitados. Neste serviço clínico o farmacêutico atende às necessidades do paciente frente ao controle de sinais e sintomas. Esta prática, muitas vezes, resulta em uma prescrição farmacológica de medicamentos isentos de prescrição médica. Na farmácia magistral, o farmacêutico pode prescrever formulações compostas por ativos, sintéticos ou naturais, cuja prescrição não dependa de um profissional médico.

O processo de cuidado, pelas práticas de atenção farmacêutica, requer novas habilidades e competências do profissional. É necessário implementar e praticar conhecimentos direcionados às necessidades clínicas do paciente. O objetivo central desta prática deve ser, sempre, a otimização da resposta farmacoterapêutica, com foco na saúde e na qualidade de vida do usuário de medicamentos. Este novo modelo de prática profissional estabelece novos vínculos de relacionamento com o paciente, fundamentados no cuidado e na atenção primária à saúde.

O ICTQ reafirma seu compromisso com a especialização e a capacitação dos farmacêuticos brasileiros. Prova disso é o lançamento de um programa de cursos de atualização direcionado para o setor farmacêutico magistral. Este programa, constituído por três módulos, desenvolve as habilidades ecompetências necessárias para o profissional enfrentar o novo desafio da atenção farmacêutica na farmácia magistral. Os temas trabalhados envolvem a prescrição farmacêutica magistral, as interações medicamentosas e a fitoterapia. Com este conjunto de conhecimentos, apresentados de forma prática e dinâmica, os farmacêuticos magistrais farão a diferença em seus estabelecimentos na promoção da saúde e na otimização de resultados.

 

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3943-1157

Whatsapp

  • (62) 99473-1495

 

 

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua Tobias Barreto, nº 803, Mooca, São Paulo - SP.

CEP: 03.176-000

Telefone: (11) 2607-6688

Fale conosco