Portal do Aluno Portal do Aluno

Drogaria Araújo - Precisou? A maior de Minas tem

O empreendedorismo já está no sangue da família Araújo. O primeiro foi o avô, que fundou uma pequena farmácia, há 111 anos..depois veio o pai, que fez o negócio crescer...daí o neto entrou no jogo há 35 anos e deu a maior guinada que o mercado varejista farmacêutico já viu.

Estou falando, obviamente, de Modesto Araújo Filho, que pegou uma rede com 8 lojas e a transformou em uma potência com 170 unidades, com previsão de fechar 2017 com 200 lojas e um faturamento de mais de R$ 1,9 bilhão!

São números de tirar o fôlego, mas que Modesto comemora com a perspectiva de conquistar todo o Estado de Minas Gerais e, depois disso, prosseguir abraçando outros Estados com força total!

Nada mal para um garoto que começou a carreira num balcão de farmácia, como atendente, e foi percorrendo cada função dentro do negócio, seja ela administrativa ou comercial. Acredite, ele já fez de tudo!

Modesto já é presidente da Rede Araújo há 25 anos e ele não se vê fazendo outra coisa, mas há os que digam que ele está sendo cogitado para as eleições de Minas Gerais em 2018, porém ele nega. Veremos...

Seu bom-humor é contagiante e suas ideias polêmicas e inovadoras também o são. Isso faz com que ele seja um dos players mais interessantes e arrojados do mercado. Acompanhe suas ideias:

ICTQ – Como o senhor desenhou esse crescimento ao longo de todos esses anos?

Modesto Araújo Neto - Primeiro eu aprendi muito trabalhando em todas as áreas da farmácia. Já varri muito o salão! Depois fui aplicando meu conhecimento do mercado financeiro em prol da melhoria da gestão. Daí, passei a informatizar a rede de forma maciça e fomos crescendo de maneira estruturada.

Investi muito em treinamento e capacitação de pessoal. Atualmente temos 7.100 funcionários competentes, totalmente comprometidos e de altíssima qualidade.

ICTQ – Sua rede tem também um centro de distribuição?

Modesto Araújo Neto – Sim. Há um centro de distribuição totalmente automatizado na cidade de Contagem (MG), com capacidade para abastecer mais de 650 lojas. Nós estamos nos organizando para o crescimento do negócio, pois cada loja da rede comporta entre 18 mil a 20 mil itens. Assim, estamos preparados para abastecer as futuras lojas.

ICTQ – Apesar de seu forte apelo comercial, o senhor tem investido também na área clínica em suas unidades, não é?

Modesto Araujo Neto – Estamos trabalhando em parceria com clínicas com profissionais de saúdes. Já temos 15 unidades fazendo exames e vacinação. As clínicas oferecem atendimento médico e farmacêutico. No entanto, já oferecemos atendimento farmacêutico no balcão. Lá, ele pode dar assistência e orientação ao paciente com relação às dúvidas sobre medicamentos e possíveis interações. O trabalho de assistência farmacêutica é maravilhoso, já que esse profissional é peça importantíssima nas farmácias. Por isso, seria ideal tirá-lo da burocracia que uma farmácia exige.

ICTQ – O senhor mencionou a aplicação de vacinas. Essa é uma atividade ainda não muito explorada nas farmácias.

Modesto Araujo Neto – Sim, mas acredite que nós já aplicamos vacina há mais de 15 anos! Fazemos também exames laboratoriais rápidos. Temos o pioneirismo no sangue!

Para você ter uma ideia, nossa rede teve o primeiro plantão 24 horas da capital, o primeiro telemarketing, a primeira drogaria do País com serviço drive-thru e a primeira drugstore.

Tudo o que nós implementamos em nossa lojas está baseado no conceito one stop (uma parada), ou seja, o máximo que se pode oferecer em termos de conveniência para uma pessoa dentro de uma farmácia. Nós só não vendemos bebidas alcoólicas e cigarro. De resto, nós oferecemos de tudo para proporcionar maior conveniência aos nossos clientes!

ICTQ - O senhor acredita que essas clínicas que estão sendo montadas em drogarias poderão se configurar um bom negócio?

Modesto Araujo Neto – Claro! Nós só trabalhamos por lucro quando se trata de varejo. Toda a prestação de serviços, não importa qual seja, tem de ser cobrada, porque o trabalho tem valor. Uma empresa tem sócios, acionistas, funcionários, paga impostos...ela tem de ser rentável. Você pode fazer um trabalho que gere resultado financeiro e, ao mesmo tempo, traga resultados para a sua comunidade.

ICTQ – Voltando à questão da drusgtore, o senhor é conhecido por polemizar com relação a esse tema. Como o senhor vê o modelo de negócio?

Modesto Araujo Neto – Imagine um cliente que tem de conviver com esse o trânsito do dia a dia, com uma vida agitada e com a falta de tempo. Tudo o que ele quer é resolver sua vida em um único lugar. Nós temos a filosofia de one stop, ou seja, com uma parada você compra a ração do cachorro, o seu remédio, o refrigerante, o sorvete para uma sobremesa, o pão de amanhã, o leite, o café, tudo. Isso é conveniência e é prestação de serviço ao consumidor.

A drugstore é uma realidade nacional. Atualmente já existe uma lei que protege este modelo de negócio. Eu defendo que é a escolha do empresário implantar ou não o serviço de drugstore. É um direito dele, enquanto gerador de empregos e de impostos. O empresário é quem deve decidir se vai vender sorvete, coca-cola, refrigerante. Há os que não querem adotar esse modelo de negócio. Eu respeito. É uma opção do empresário. Eu continuo nessa direção, firme e forte!

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3943-1157

Whatsapp

  • (62) 99473-1495

 

 

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua Tobias Barreto, nº 803, Mooca, São Paulo - SP.

CEP: 03.176-000

Telefone: (11) 2607-6688

Fale conosco