Importante: dois compostos anti-inflamatórios se mostram eficazes na recuperação da Covid-19

Importante: dois compostos anti-inflamatórios se mostram eficazes na recuperação da Covid-19

Dois estudos independentes, sendo um com o anticorpo monoclonal eculizumabe, realizado por cientistas do Centro de Terapia Celular (CTC), em Ribeirão Preto; e outro com o medicamento experimental AMY-101, conduzido por pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, constataram um efeito anti-inflamatório importante, capaz de acelerar o processo de recuperação de pacientes com o novo coronavírus (Covid-19) em estado grave, que foi possível por meio da administração dos respectivos fármacos.

As pesquisas tinham como objetivo comparar o potencial efeito terapêutico dos compostos. Os resultados das análises foram publicados em um artigo na revista Clinical Immunology, segundo a Agência Fapesp.

Os dois fármacos foram administrados de maneira separada. O eculizumabe, que já é utilizado na terapia de doenças hematológicas, foi submetido a testes em pacientes do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP). Já o fármaco experimental, desenvolvido pela empresa norte-americana Amynda, AMY-101, foi administrado em pacientes de um hospital em Milão, na Itália.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

Ainda segundo a Agência Fapesp, ambos os medicamentos apresentaram resultados promissores, mas como a molécula AMY-101 tem um preço menor e teve um desempenho ainda melhor no teste clínico, os dois grupos de cientistas de ambas as pesquisas consideram testá-la em um maior número de pacientes no Brasil.

“Os dois compostos causaram uma resposta anti-inflamatória robusta que culminou em uma recuperação bastante rápida da função respiratória dos pacientes”, destacou o coordenador do estudo no Hospital das Clínicas da FMRP-USP, Rodrigo Calado, que também é integrante do CTC, ao portal da instituição.

publicidade inserida(https://www.ictq.com.br/pos-graduacao)

De acordo com os pesquisadores, esses estudos, realizados com pequenos grupos de pacientes em estado grave, mostraram que os benefícios terapêuticos do eculizumabe e da molécula AMY-101 foram possíveis devido à inibição de uma cadeia de proteínas do sangue responsável pela resposta imunológica, identificada como sistema complemento.

Quando ativado de forma persistente e descontrolada, o sistema complemento é responsável pela resposta inflamatória exacerbada à infecção pelo novo coronavírus, caracterizada por um aumento sistêmico de citocinas pró-inflamatórias, também conhecida por tempestade de citocinas.

Em meio à incapacidade de impedir a infecção das células pelo coronavírus, o sistema complemento entra em uma espiral de ativação descontrolada e contínua que leva a uma infiltração maciça de monócitos e neutrófilos nos tecidos infectados. Esse quadro leva a danos inflamatórios das paredes dos vasos que rodeiam múltiplos órgãos vitais, como à lesão microvascular disseminada e à trombose, fatores que podem resultar na falência de múltiplos órgãos.

"Estudos anteriores já apontavam o uso de inibidores do complemento como uma estratégia terapêutica promissora para melhorar a tromboinflamação em pacientes com Covid-19 e existiam relatos de casos com resultados positivos. Porém, não tinha sido elucidada a ação e avaliada a eficácia de medicamentos já usados no tratamento de doenças hematológicas causadas por alterações no complemento, como o eculizumabe, e candidatos a fármacos com essa função, a exemplo da AMY-101", explica Calado.

Participe também: Grupo de WhatsApp e telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Farmacêutica, Medicamentos, Farmácia Clínica

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS