Anti-inflamatórios podem prejudicar bebê durante a gestação

Anti-inflamatórios podem prejudicar bebê durante a gestação

Food and Drug Administration (FDA), órgão que regula alimentos e medicamentos nos Estados Unidos, recomenda que, a partir da 20ª semana, gestantes não utilizem anti-inflamatórios sem esteroides, como aspirina, naproxeno, ibuprofeno e paracetamol, pois eles podem prejudicar a produção de líquido amniótico que protege o feto, revelou a Agência Einstein.

A FDA emitiu boletim recomendando que grávidas com mais de 20 semanas de gestação não utilizem anti-inflamatórios sem esteroides. Segundo a instituição, esses medicamentos, que combatem dores, inflamações e febres, podem levar a problemas renais nos fetos e redução dos níveis de líquido amniótico, fluído que protege o embrião de infecções.

No caso das grávidas, anti-inflamatórios sem esteroides são usados para diminuir as dores de contração, mas, segundo foi apurado, esses medicamentos comprometem a produção do líquido amniótico pelos rins dos bebês, que a partir da vigésima semana de gestação são seus principais produtores.

“O uso de anti-inflamatórios ocorria para prevenir um parto prematuro e fazer com que a gestante tivesse menos contrações. No Brasil, a prescrição desses produtos já não era recomendada no último trimestre, já que eles podem prejudicar o fechamento do canal arterial”, revelou à Agência Einstein o ginecologista do Hospital Israelita Albert Einstein, Sérgio Podgaec.

“A redução do líquido amniótico pode levar a deficiências graves no pulmão e musculatura do feto, e em casos mais graves pode levar ao óbito fetal”, completou Podgaec. A substância permite que o feto faça seus primeiros movimentos dentro do útero, fortalecendo ossos, músculos e estimulando o desenvolvimento dos sistemas pulmonar e digestivo.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

publicidade inserida(https://emailmkt.ictq.com.br/anuncie-no-ictq)

O estudo do FDA mostrou que dois dias após o uso dos fármacos já se observava uma redução no líquido amniótico. Em alguns casos, a diminuição começou semanas após o início do tratamento com anti-inflamatórios. A recomendação do órgão norte-americano é de que se for necessário o uso desses medicamentos, que seja feito por pouco tempo e na menor dose possível.

“Antes de começar a tomar qualquer medicamento durante a gravidez, é importante que a mãe converse com o ginecologista. Muitos medicamentos não devem ser usados e outros devem ser suspensos durante a gestação por prejudicarem a saúde dos fetos”, adverte Podgaec.

Participe também: Grupos de WhatsApp e Telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Farmacêutico, Medicamentos, Farmácia Clínica

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS