Conheça Elane Mendes – A farmacêutica empreendedora da Farmácia Clínica

CONTEÚDO PREMIADO: Registre seus dados e concorra a um iPhone 8

Você já parou para refletir sobre as oportunidades que a farmácia clínica propõe para farmacêuticos e empresários do setor? Já imaginou o quanto um consultório farmacêutico pode fazer a diferença nos resultados, na qualidade dos serviços prestados e na fidelização de clientes / pacientes nas farmácias e drogarias?

Em resumo, a farmácia clínica promove a melhoria na qualidade do atendimento, e tem o intuito principal de humanizar a relação com o paciente por meio de um atendimento mais dedicado e próximo.   

Mediante esse contexto, os farmacêuticos estão evoluindo a relação com pacientes e estão se tornando agentes transformadores e empreendedores em prol da saúde e do bem-estar. A farmacêutica Elane Mendes de Lima faz parte dessa nova realidade de profissionais que estão se destacando no setor. Com os conhecimentos e insights adquiridos na especialização em farmácia clínica e prescrição farmacêutica pelo ICTQ (Instituto de Pesquisa e Pós-graduação para o Mercado Farmacêutico), Elane já abriu o seu próprio consultório farmacêutico em sua farmácia.

Perfil

Nascida em Nazaré da Mata (PE), Elane cursou magistratura e acordava às quatro da manhã todos os dias para ministrar aulas na zona rural para educação infantil. Foi então que ela decidiu que não gostaria de viver naquela rotina e resolveu mudar para o Rio de Janeiro (RJ). No dia em que Elane embarcaria para tentar uma vida melhor na Cidade Maravilhosa, ela recebeu um convite para trabalhar em uma central de abastecimento farmacêutico, em Cabo de Santo Agostinho (PE); foi quando ela se apaixonou pela farmácia e resolveu estudar fna Universidade Maurício de Nassau, em Recife (PE), onde se formou em 2011.

“Comecei a atuar na área farmacêutica em 2012, como responsável técnica e também como farmacêutica, em uma drogaria do município do Cabo de Santo Agostinho. Após um período na drogaria passei a atuar como farmacêutica hospitalar, profissão na qual estou até hoje. Ainda trabalho na CAF (Central de Abastecimento Farmacêutico), mas agora como coordenadora. Graças a Deus, desde 2016 me tornei uma empreendedora farmacêutica e atuo na gestão da minha própria farmácia em Cabo de Santo Agostinho.”

Empreendedorismo farmacêutico

Elane conta que sempre teve o espírito empreendedor e que tudo começou com o propósito de ajudar a família. Ela abriu a farmácia em 2016, em Tracunhaém, interior de Pernambuco, e deu nome ao empreendimento de Ellen Farma, em homenagem à filha. Em 2018, ela transferiu a loja para o Cabo de Santo Agostinho. Por lá, resolveu ampliar e diversificar os serviços ofertados: “Aqui eu passei a realizar revisão e avaliação farmacoterapêutica, aferição de pressão, medição de glicemia (capilar), aplicação de injetáveis, teste de lipidograma (capilar), pequenos curativos, medição de temperatura, rastreamento e educação em saúde, consulta farmacêutica, orientação e acompanhamento de pacientes hipertensos e diabéticos na adesão da terapêutica prescrita, conciliação terapêutica e fizemos parceria com nutricionista para nos ajudar na orientação junto aos pacientes.”

Elane constata que por meio desses serviços ela consegue melhorar o atendimento e, consequentemente, aumentar o faturamento da farmácia: “Existem dias em que vendemos muitos serviços e nossa farmácia já está conhecida por causa da maneira com que ofertamos determinados serviços aqui na região, detalhe que faz toda a diferença, pois vender caixinhas todo mundo vende, mas fazer o diferente, ou seja, prestar assistência farmacêutica e assim dar atenção farmacêutica à população é que faz a diferença e me deixa com mais vontade de expandir. Eu trabalho com um propósito: fazer com que o farmacêutico seja respeitado e reconhecido como um profissional fundamental para garantir a saúde da população”.

Ela ressalta que depois de conhecer muitas pessoas, e em especial o Marcus Vinicius Andrade, fundador do ICTQ, a vontade dela de abrir e expandir o próprio negócio só cresceu: “Muitas coisas que o Marcus faz para o crescimento do seu negócio me inspiram. Então, pensei: por que não ajudar a população de forma mais precisa, ofertando serviços farmacêuticos? Foi aí que comecei a minha longa trajetória, fazendo vários cursos, participando de congressos e buscando especialização”.

Empreender em farmácia clínica é um desafio. É preciso se dedicar, pois, é uma área grandiosa que gera muito valor para o profissional e também para a sociedade. “Percebi que o espaço do balcão é muito pequeno para atuação de um farmacêutico inovador e, ao fazer minha pós-graduação, conheci essa área e reconheci que esse seria o meu primeiro passo para crescer. Meus clientes se tornaram meus pacientes e vou além do medicamento, colocando o indivíduo e sua saúde sempre em primeiro lugar com atendimento de excelência”, conta a aluna do ICTQ.

Oportunidades no mercado de farmácia clínica

A visão do farmacêutico clínico é a visão do cuidado primário; você está engajado ao cuidado do indivíduo, coletivo, meio ambiente e de fazer algo social. Com seu próprio consultório farmacêutico, Elane reconhece que cresceu muito profissionalmente e que o seu trabalho é muito importante para a saúde e o bem-estar de seus pacientes e familiares. “A minha visão de farmacêutica antes da especialização, minha preocupação era ajudar a drogaria com assistência e atenção farmacêutica, visando sempre ao uso racional de medicamentos e também às especialidades técnicas. Agora, além da visão de farmacêutica generalista, adicionei o olhar clínico e também ponho em primeiro lugar meu paciente, dando importância à prescrição e aos cuidados com o mesmo”, explica Elane.

Ela acredita que a especialização se tornará ainda mais procurada e essencial para o profissional. “É de extrema importância que o trabalho desenvolvido pelo farmacêutico clínico seja reconhecido e valorizado”.

A importância da especialização

Elane afirma que um dos diferenciais do ICTQ é ter professores de excelência nos módulos aplicados, tanto de conhecimento quanto de experiência, ensinando sempre que os alunos podem ser ainda melhores e crescer nesse mercado. Os farmacêuticos que se empenham saem da especialização para ter sucesso profissional, pessoal e financeiro.

“Faltam palavras para dizer à instituição e aos professores, que hoje chamo de colegas, minha gratidão por me ajudarem a crescer como profissional e também prover um crescimento individual em minha vida. Sei que só estou começando, mas sinto um imenso orgulho de me chamar de farmacêutica clínica especializada pelo ICTQ”, relata Elane.

Orientações para quem pretende atuar no seguimento

Segundo ela, a especialização é um grande diferencial para atuar no mercado farmacêutico: “Temos que ter muita cautela na escolha da entidade onde iremos investir no curso, pois existem várias instituições sem credenciamento no mercado. Existem muitas pessoas com o certificados nas mãos, mas com pouca ou nenhuma competência e reconhecimento para atuar. Eu não paro de estudar, acredito que os estudos só me levaram a lugares maravilhosos. Carrego uma frase comigo: conhecimento ninguém jamais toma!”.

Para a profissional, aprendizado nunca é demais e ela orienta: “Faça pós-graduação, expanda seus conhecimentos. Uma graduação não é suficiente para termos uma visão mais ampla. Na especialização vamos aprendendo e trocando experiências. Foi assim que fiz e faço até hoje. Sou pós-graduada em farmacologia clínica, possuo mestrado em saúde, estou terminando já neste semestre uma pós em farmácia oncológica e tenho uma pós em andamento em farmácia clínica no ICTQ”.

A aluna do Instituto afirma que os profissionais devem estar preparados para enfrentar inúmeros desafios que a carreira apresenta: “O mercado de trabalho está lotado e a concorrência é cada vez maior. Então, cada um tem que buscar conhecimento para oferecer o seu diferencial. Eu ofereço o meu! Por isso, estudem legislação, fiquem atentos às inovações e façam especializações para aperfeiçoar o conhecimento e saber até onde o farmacêutico pode atuar”.

Como se tornar um profissional de excelência na área de farmácia clínica

Elane pontuou 14 atribuições e qualidades que aprendeu para se tornar uma farmacêutica clínica:     

1. Focar a saúde do paciente;
2. Ter uma visão sistêmica do tratamento terapêutico;
3. Cuidar do paciente;
4. Promover a segurança do paciente;
5. Trabalhar com atenção e qualidade máxima em todos os processos;
6. Ter conhecimento técnico e multidisciplinar;
7. Desenvolver habilidades de comunicação, interação e relacionamento com o paciente;
8. Trabalhar em equipe;
9. Ser proativo;
10. Atuar de forma ativa e integrada com outros profissionais;
11. Desenvolver inteligência emocional;
12. Aprimorar as habilidades de relacionamento interpessoal;
13. Ser capaz de tomar decisões;
14. Estudar e adquirir conhecimento sempre.

De acordo com Elane, o farmacêutico precisa mostrar sua capacidade clínica para o mercado e demonstrar quanto sua profissão é fundamental para o negócio de saúde e para a sociedade em geral.     

Quais as funções do farmacêutico clínico?

Imagine que durante um tratamento terapêutico uma pessoa vai ao médico e o profissional, após o diagnóstico, prescreve o medicamento. Durante o processo de uso desse medicamento, o paciente percebe algumas reações não esperadas no organismo. Então, esse paciente entra em contato com o SAC (serviço de atendimento ao cliente) do laboratório farmacêutico que produziu o medicamento para entender o motivo. Por sua vez, o farmacêutico clínico inicia uma investigação para compreender e descobrir o fato. Após todas as análises pertinentes, o farmacêutico clínico descobriu que o paciente armazenou o medicamento em casa de forma inadequada e isso permitiu uma degradação na substância, ocasionando a reação adversa. Esta história é uma das vertentes de como explicar quais são as funções de um farmacêutico clínico.

Elane relata que muitas vezes, durante o processo de uso do medicamento, pode acontecer algo simples ou complexo que interfere no resultado do tratamento: “O farmacêutico clínico, detectando o problema, pode intervir junto aos pacientes e profissionais de saúde para encontrar uma solução. A principal função do profissional em farmácia clínica é trazer segurança ao paciente e evitar erros de medicação e eventos adversos relacionados aos medicamentos”.

Onde e como atua o farmacêutico clínico

O profissional especializado em farmácia clínica tem sido cada vez mais procurado e valorizado pelo mercado da saúde. É uma área em plena expansão em hospitais, farmácias, drogarias e indústrias farmacêuticas. O foco de atuação do profissional será sempre a saúde e a qualidade de vida dos pacientes.

O farmacêutico clínico exerce sua atividade diretamente com o paciente ou com outros profissionais de saúde e pode estar presente em praticamente todos os locais em que o farmacêutico trabalha, dentre eles:

1- Farmácia, drogarias e farmácias de manipulação

Muitas vezes o indivíduo faz uso de um medicamento e não tem a orientação necessária por um profissional capacitado, que conhece o medicamento para instruí-lo de forma adequada. Nesses estabelecimentos de saúde, o profissional tem a função de ter um contato mais próximo com o cliente e ajudá-lo nas suas dúvidas e dificuldades quanto ao uso do medicamento.

2- Hospitais e clínicas

As funções do farmacêutico clínico são exercidas com o acompanhamento do quadro clínico do paciente, em conjunto com a equipe médica e outros profissionais da saúde envolvidos do tratamento. O medicamento só pode ser liberado para o paciente após a análise criteriosa do farmacêutico.

O médico e toda a equipe hospitalar precisam da assistência do farmacêutico clínico. O médico não é obrigado a saber de todos os medicamentos, de todas as reações adversas, interações medicamentosas, por isso, o farmacêutico vai auxiliá-lo para não acontecer nenhum evento adverso com o paciente e o tratamento terapêutico ser concluído com sucesso.

3 - Indústria farmacêutica

Geralmente o SAC das indústrias farmacêuticas conta com o trabalho de farmacêuticos clínicos para esclarecer e orientar os usuários que compraram determinado medicamento sobre o seu uso, armazenamento ou outra informação mais técnica necessária para repassar ao cliente.

Como se tornar um farmacêutico clínico?

O primeiro passo é ter graduação em farmácia. Depois, você precisa se especializar em pós-graduação na área de farmácia clínica em uma instituição de ensino superior com o credenciamento no MEC. Uma excelente opção é o curso de pós-graduação em farmácia clínica  e prescrição farmacêutica do ICTQ, que proporciona os conhecimentos e habilidades que o mercado busca no profissional para atuar nessa área.

A especialização do ICTQ, além de ser pioneira no Brasil, é também a líder em número de alunos especializados e em processo de especialização, é a mais recomendada pelos farmacêuticos em redes sociais e outros canais de comunicação e está presente em 24 unidades presenciais em todas as regiões do Brasil. Clique aqui, e confira nossa agenda para as próximas turmas.

Que resultado um consultório farmacêutico pode trazer para sua farmácia? Assista ao vídeo.

Tags: profissão farmacêutica, carreira farmacêutica, consultório farmacêutico

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

  • (62) 99473-1495

 

 

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Telefones:

(11) 2607-6688
(11) 2268-4286

Fale conosco