Convenção ICTQ 2019: O poder está no conhecimento

É o momento de comemorar um marco histórico. São dez anos de uma conquista ímpar... que poucas empresas conseguem atingir com tanta pujança e vigor. O ICTQ – Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico está celebrando, em sua Convenção 2019, uma década de atuação ao lado de seus professores, colaboradores, alunos e convidados.

O evento, que acontecerá em quatro dias, teve sua estreia nesta segunda-feira (13/01) com o clima de muita emoção e de homenagens aos professores – que são os propulsores do conhecimento para toda a nação farmacêutica formada pelos alunos do ICTQ.

Os mais de 50 professores foram recebidos na abertura da Convenção com todas as honras que merecem, incluindo grandes balões de luzes brilhantes, representando as bolhas de sabedoria que eles carregam e que, muito generosamente, transmitem aos seus alunos.

Depois disso, a equipe de diretores e gestores pronunciou algumas palavras para agradecer aos presentes e celebrar as conquistas da Instituição, iniciando pelo diretor Administrativo, Eugênio Muniz, que defende que o limite para as ideias é inesgotável. “Elas, sozinhas, são insuficientes e são inúteis se não forem colocadas em prática. As ideias só têm valor quando existe alguma movimentação para que elas se tornem realidade”.

Muniz afirma que esse é o cerne do ICTQ, quando uma ideia poderosa foi colocada em prática e deu frutos: “Hoje, o ICTQ é a revolução do mercado farmacêutico. Seu crescimento acelerado é inquestionável. Professores e colaboradores são a essência desta empresa, criada e gerida para canalizar energia em um único propósito: ensinar as pessoas para que elas se sintam bem consigo mesmas. Assim, elas podem catalisar bons resultados para todos”.

O farmacêutico, professor e gerente comercial do ICTQ, Ismael Rosa, usou as palavras do filósofo, escritor e professor, Mário Sérgio Cortella, para definir o que é ser um bom professor. “Só é um bom mestre quem consegue ser um bom aprendiz, além disso, é necessário ter humildade pedagógica. Isto é, a capacidade de reconhecer que não sabemos de tudo, o tempo todo e de todos os modos. Por isso, é necessário entrelaçar as competências, aí sim a gente consegue aquilo que é necessário, que é ir em direção ao futuro”.

Rosa reforça dizendo que é necessário compreender a necessidade de não estagnar, de não interromper um processo de vitalidade, que vem exatamente da capacidade de aprendizado contínuo, de renovação, de abrir a mente, de ser capaz de, dentre outras coisas, não se considerar nunca: completo, feito por inteiro, que em latim é perfeito. Para Rosa, o professor é um profissional que transfere o legado mais importante, o conhecimento. Mediante isso, ele reconhece que é preciso construir uma obra contínua de vida, de história. “Afinal de contas, o que vale é exatamente a obra que nós deixamos – o legado!”.

Transformar vidas

Para o farmacêutico e gerente comercial do ICTQ, Raphael Espósito, o professor é o profissional mais honrado, pois ele possui a capacidade de transformar a vida das pessoas por meio do conhecimento. “A nossa função é mudar a vida dos nossos colegas para muito melhor, e o propósito do Instituto só se completa com vocês, professores, que não medem sacrifícios para levar o conhecimento e fazer com que a nossa classe evolua e carregue o legado que vocês transmitem em sala de aula para que nossos alunos vivenciem, de fato, o poder do conhecimento. O nosso sucesso é fruto do trabalho de vocês, sou grato pelos ensinamentos que contribuem para a evolução profissional da classe farmacêutica”.

O gerente regional do Norte-Nordeste, Deyvid Nery, reconhece que não tem preço a dedicação dos professores que viajam de norte a sul do País para disseminar conhecimento aos alunos do ICTQ. “Vocês encorajam, apresentam possibilidades, dão ferramentas para esta jornada tão fascinante, sempre com muito afinco, paixão, disciplina e dedicação. Sem falar na quantidade de responsabilidades que vocês abraçam, porque só com propósito  e envolvimento é possível contribuir para a formação de nossos alunos farmacêuticos”.

Nery ressalta que existe uma grandeza especial em ser educador. “Transmitir o que se sabe e aprender sempre, sendo essa uma missão, porque educar é, de fato, uma missão e não apenas uma formação ou um emprego. Vocês deixam um legado para a vida toda, em todos os lugares, em todas as circunstâncias, não importando distâncias, cidades, horas de voo, estando sempre à disposição com melhor de si para poder compartilhar com os nossos alunos. Juntos, temos o propósito de continuar caminhando nessa grande missão de transformar por meio do conhecimento”.

O gerente regional do Centro-Oeste, Samuel Lobo, reconheceu o esforço dos professores para atuam com tamanha presteza nas salas de aula pelo Brasil a fora. “Sabemos da dedicação de vocês em sala de aula. Vocês enfrentam dias e noites de viagens, muitas vezes abrindo mão da convivência familiar, conciliando o dia a dia de trabalho e dedicando o seu precioso tempo a fim de proporcionar experiências únicas aos nossos alunos”.

Na ocasião, Lobo lembrou também dos professores que atuam no Centro- Oeste, promovendo conhecimento por meio de palestras, seminários, indicações e relacionamentos com os farmacêuticos. “Tenho certeza de que estamos em sintonia com um os pilares do ICTQ, realizando verdadeiras revoluções no mercado farmacêutico. E isso só foi possível, porque atrás de uma grande marca existe também uma equipe esforçada de professores que não se limita somente às horas/aula, mas que de certa forma veste o uniforme da instituição, contando suas histórias e trazendo um precioso conteúdo a todos nós”.

Há 10 anos eu tinha um sonho

Para encerrar esse ciclo de discursos que compuseram a abertura da Convenção 2019 do ICTQ, nada mais do que o próprio fundador da Instituição, Marcus Vinicius de Andrade, para contar um pouco de seu mais importante projeto de vida. “Este é um momento singular e muito especial para mim! Há 10 anos eu tinha apenas um sonho...mas hoje eu tenho o ICTQ!”, falou ele com a voz embargada e com a lembrança de todos os obstáculos enfrentados e superados nesse período.

Ele frisou, de maneira enfática aos professores da Instituição: “São vocês a razão do nosso sucesso. São vocês que entregam o que prometemos. São vocês o poder do conhecimento que tanto pregamos”.

Andrade lembra que a entidade tem mais de 400 professores em todo o País e que ele tem profundo respeito e admiração pelo trabalho de cada um, principalmente, por terem abraçado a causa do ICTQ com ele. Ao relembrar sua trajetória, ele se orgulha das 42 mil horas de aulas executadas e dos 20 mil diplomas emitidos.

Claro que isso não foi sorte, foi um trabalho duro e doloroso, mas, acima de tudo, vitorioso de toda a equipe, que está revolucionando a farmácia brasileira. “Com o coração inundado de gratidão, eu digo: Viva o Poder do Conhecimento”, dispara Andrade.

No final de seu discurso, ele fez homenagens aos dois primeiro professores da Instituição, em 2009: Luis Alberto Torres, que ministrou a primeira do ICTQ; e Gustavo Lima, que deu a primeira aula em Goiás. “Essa é só uma forma muito simples de dizer que vocês são importantes e deixaram um legado em nossa Instituição”.

Nova forma de ensinar

Trazendo ideias inovadoras sobre as metodologias ativas e as formas de ensinar, o primeiro palestrante do dia foi o farmacêutico, especialista em educação, autor de livros e professor do ICTQ e da Universidade Federal do Mato Grosso, Fabrício Rios Santos.

Em sua palestra, intitulada Metodologia Ativa de Ensino – Desafios da Educação na Hipermodernidade, ele propôs expandir o significado de estado de ativação, criar elos entre questões clássicas da educação, como aprendizagem significativa e usos de tecnologias ativas, além, de a importância do despertar da liderança instrutiva.

“Pense isso, acredite nisso, e novos conhecimentos virão. Nessa trilha de identificação da forma de aprendizagem do estudante, cada palavra deve ter clareza do seu significado. Tem de ser visível para sua intenção. Muitas vezes nós não devemos falar o que nós sabemos, mas o que o outro precisa ouvir”, fala Santos.

Para ele, é fundamental tornar a aprendizagem do aluno visível aos professores, assegurando a identificação clara dos atributos de sucesso. Além disso, é importante tornar o ensino visível aos alunos, de modo que eles aprendam a se tornar seus próprios professores (autorregulação). “Não podemos mudar o mundo nem despertar a paixão da aprendizagem em todos, mas podemos nos manter como eternos aprendizes que, em sua essência, acreditam poder melhorar a si encantando ao outro”, ressalta Santos.

Mundo líquido

Para finalizar o primeiro dia da Convenção, os presentes assistiram à palestra de Leandro Karnal, um dos mais importantes pensadores da atualidade. Ele abordou o que ele chama de Mundo Líquido, com valores efêmeros, randômicos e aleatórios. Sua explanação foi direcionada, especificamente para o universo do ensino e aprofundou conceitos que ajudam o professor, em sala de aula, a passar conhecimentos, mas, acima de tudo, a praticar a resiliência, a esperança e a tolerância.

Karnal evidenciou a questão da informação X formação, enfatizando que a formação é um papel fundamental do educador e não é apenas a transmissão de dados. O formador é um agente construtor de atitudes e um elaborador de ferramentas de difusão do conhecimento.

Assim, Karnal mostrou para os professores do ICTQ - que são educadores - que eles são a ponte, que estabelece acesso ao conhecimento. “Afinal, o poder não está na força e não está mais no dinheiro. O poder está no conhecimento. Viva o poder do conhecimento, e viva-o na prática”, finaliza ele.

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Telefones:

(11) 2607-6688
(11) 2268-4286

 

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS