A atuação do farmacêutico na saúde estética

CONTEÚDO PREMIADO: Registre seus dados e concorra a um iPhone 8

Qualquer farmacêutico bem informado sobre a profissão é capaz de notar que temos nos aproximado, cada vez mais, do cuidado direto ao paciente. Esse é realmente o futuro da profissão farmacêutica no Brasil: a atuação clínica.

Nesse sentido, o Conselho Federal de Farmácia (CFF) reconheceu e regulamentou diversas atividades e atribuições para assegurar e fortalecer a atuação clínica no farmacêutico.

Segundo a Resolução 585, de 29 de agosto de 2013, do CFF, "o farmacêutico contemporâneo atua no cuidado direto ao paciente, promove o uso racional de medicamentos e de outras tecnologias em saúde, redefinindo sua prática a partir das necessidades dos pacientes, família, cuidadores e sociedade".

Nesse contexto, o farmacêutico pode atuar de diversas formas, tornando o terreno fértil para o surgimento de várias especialidades clínicas como, por exemplo, a saúde estética.

Eis que surge, então, a farmácia estética, especialidade que tem despertado grande interesse dos farmacêuticos e recebido forte repercussão nos últimos tempos. A esperança de melhores salários e a jornada de trabalho mais convidativa têm chamando a atenção de muitos profissionais que querem mudar os rumos de sua carreira.

Desde que o CFF publicou a Resolução 573, em 22 de maio de 2013, reconhecendo e regulamentando a atuação do farmacêutico no âmbito da saúde estética, muitos profissionais resolveram migrar para essa mais nova área de atuação do farmacêutico.

No entanto, essa resolução gerou mais dúvidas do que esclarecimentos, pois, apesar de reconhecer a farmácia estética como atribuição do farmacêutico, não deixou claras as regras para se tornar um farmacêutico esteta (assim tem sido chamado o farmacêutico especialista em estética, de forma extraoficial).

Essa resolução também não deixou explícito que o farmacêutico esteta poderia realizar determinados procedimentos que já estavam sendo efetivados por alguns profissionais, como a aplicação de toxina botulínica e o preenchimento com ácido hialurônico.

Por isso, em 25 de novembro de 2015, o CFF publicou a Resolução 616, que estabelece os pré-requisitos para se tornar um farmacêutico esteta e amplia o rol de técnicas e recursos terapêuticos estéticos passíveis de serem executados e empregados pelo farmacêutico em estabelecimentos de saúde estética.

O que é preciso para se tornar um farmacêutico esteta?

Atualmente, o farmacêutico que pretende atuar em estabelecimentos de saúde estética - mas não possui experiência prévia - precisará apresentar ao Conselho Regional de Farmácia (CRF) de sua jurisdição um certificado de conclusão de pós-graduação lato sensu na área de saúde estética, reconhecido pelo Ministério da Educação, conforme estabelecido pelo CFF na Resolução 616/15.

Essa resolução também cita a possibilidade de se realizar um curso técnico desde que ele seja reconhecido pelo CFF. Mas até o momento não existe nenhum curso nessa modalidade que esteja devidamente reconhecido por esse Conselho.

Já aqueles que possuem experiência prévia de, no mínimo, dois anos na área de saúde estética - contínuos ou intermitentes - poderão apresentar os documentos que comprovem essa experiência profissional. Vale lembrar que ela só vale para quem já atuava na área antes de 25 de novembro de 2015.

Dessa forma, aqueles profissionais que nunca atuaram na área, necessariamente, precisarão realizar uma pós-graduação.

Rol de técnicas e recursos estéticos já regulamentados

As duas resoluções que regulamentam a atuação do farmacêutico na saúde estética elencam as seguintes técnicas ou recursos estéticos passíveis de serem realizados ou utilizados pelo farmacêutico esteta nos estabelecimentos de saúde estética:

*  Avaliação, definição dos procedimentos e estratégias, acompanhamento e evolução estética;

*  Cosmetoterapia;

*  Peelings químicos e mecânicos;

*  Sonoforese (ultrassom estético);

*  Eletroterapia;

*  Iontoforese;

*  Radiofrequência estética;

*  Criolipólise;

*  Luz intensa pulsada;

*  Laserterapia;

*  Carboxiterapia;

*  Agulhamento e microagulhamento estéticos;

*  Toxina botulínica;

*  Preenchimentos dérmicos;

*  Intradermoterapia e mesoterapia.

Atenção farmacêutica na estética

Mesmo aqueles farmacêuticos que não pretendem atuar em clínicas de estética realizando procedimentos (mas se interessam pela saúde estética) podem atuar nesse âmbito dentro das farmácias e drogarias, realizando a atenção farmacêutica voltada para a saúde estética, orientando o paciente quanto ao uso de dermocosméticos e de nutricosméticos, por exemplo.

A atuação do farmacêutico nessa área vem ganhando cada vez mais força e oferecendo ao profissional um futuro promissor. Atualmente, a maioria dos Estados conta com suas comissões assessoras e grupos técnicos dentro de seus conselhos regionais, para discutir assuntos de interesse dos farmacêuticos estetas, dar suporte técnico ao conselho e assegurar essa atuação profissional.

Nesse cenário, o mais importante é que o profissional que já atua ou pretende atuar na nova especialidade tenha em mente que, antes de qualquer coisa, é preciso reconhecer-se como um farmacêutico clínico, incorporando o seu papel social e respeitando suas atribuições e responsabilidades já estabelecidas e regulamentadas por resoluções como a 585 e a 586, ambas de 29 de agosto de 2013, do CFF.

Perfil profissional

Para atuar no âmbito da saúde estética, em clínicas, consultórios ou até mesmo spas, o profissional precisa incorporar esse novo perfil de farmacêutico exigido para o desempenho de suas práticas clínicas.

Precisa também considerar e adquirir todas as habilidades e competências necessárias para selecionar e executar todas as técnicas e recursos utilizados em um estabelecimento de saúde estética. Assim, é possível prover ao paciente um tratamento seguro e eficaz.

No entanto, o mais importante é saber avaliar as necessidades objetivas e subjetivas do paciente, de forma individualizada, provendo um atendimento personalizado e otimizado a cada indivíduo.

Só assim conseguiremos a tão desejada valorização profissional e reconhecimento por parte da população e dos demais profissionais da saúde.

Agni Salobreña é farmacêutica esteta. É graduada em Estética e Cosmética e é especialista em Cosmetologia e Estética Avançada. Também é especialista em Farmacologia, Semiologia e Prescrição de Medicamentos. É professora nas áreas de estética, farmácia e podologia e é cofundadora do canal de conhecimento farmacêutico Farmacosophia, no YouTube.

Tags: profissão farmacêutica, carreira farmacêutica, consultório farmacêutico

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

  • (62) 99473-1495

 

 

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Telefones:

(11) 2607-6688
(11) 2268-4286

Fale conosco