Os 3 passos para se tornar um farmacêutico milionário

CONTEÚDO PREMIADO: Registre seus dados e concorra a um iPhone 8

Logo de cara, faço questão de afirmar que a minha proposta ao escrever este artigo REALMENTE é mudar seus hábitos financeiros e torna-lo um milionário. Isso não é conversa para boi dormir! É comum encontrarmos farmacêuticos reclamando de falta de dinheiro e de baixos salários na categoria, principalmente no início de carreira. O que não é comum é vermos estes profissionais tentarem adquirir conceitos básicos de educação financeira para mudar esta realidade. Não estou falando de deixar de tomar um cafezinho ou sair para jantar com a namorada, estou falando de construir um plano de poupança e investimento capaz de lhe dar independência financeira a médio e longo prazo. Deixo 2 advertências: 1a) esse artigo não é uma leitura fácil, pois traz termos que não são inerentes ao dia-a-dia da nossa profissão; 2a) nosso artigo não esgota o conteúdo de educação financeira, apenas dá o ponta pé inicial para que você desperte para o tema. Chega de conversa fiada, vamos ao que interessa: Os 3 passos para se tornar um farmacêutico milionário.

Primeiro passo - Pague primeiro a você mesmo

O primeiro passo para se tornar um milionário é ter a capacidade de poupança (guardar dinheiro). Não importa o quanto você ganhe, o que importa é o quanto você guarda. Pode parecer óbvio, e até parecer tema de livro de autoajuda, mas não é. Gerar poupança é o conceito mais básico do planejamento financeiro. Quanto você deve economizar? Vou ser direto: no mínimo 20% dos seus rendimentos. Para ilustrar, vamos imaginar que você ganhe hoje R$ 3.500,00, economizando 20%, você precisaria guardar R$ 700,00 por mês. Acredite, fazendo aplicações em renda fixa (ensinaremos no passo 2), sem correr nenhum risco, isso lhe deixaria milionário daqui há 25 anos. Vou além! Se você fizesse isso, daqui a 15 anos você estaria recebendo R$ 3.500,00/mês sem trabalhar, apenas com os rendimentos do dinheiro que você teria acumulado nesse período. Mas como nossa meta é ser milionário, não vamos nos dispersar. Foque em economizar 20% do que você ganha, reveja suas prioridades e principalmente pague primeiro a você mesmo.

Pagar-se primeiro te livra da armadilha de faltar dinheiro para criação de poupança no final do mês. Tentou de todas as formas economizar, mas está entrando no cheque especial? A única saída é aumentar sua renda. Dê seus pulos! Faça uma pós-graduação que lhe possibilite ter um maior salário, ministre aulas particulares de química, procure fazer hora extra ou consiga um segundo emprego. Tenho certeza que com um pouco de esforço, afinal nada cai do céu, você conseguirá atingir nosso objetivo de guardar 20% da sua renda.

Segundo passo - Faça seu dinheiro trabalhar

Uma mente milionária sabe a importância de ter ATIVOS. O que é um ativo? Qualquer coisa capaz de gerar renda. Vai desde um imóvel alugado até o principal dos ativos, o dinheiro. Resumindo, você tem que colocar seu dinheiro para trabalhar. É aqui que a maioria dos farmacêuticos falham. Mesmo conseguindo seguir o passo 1 e economizando 20% do seu salário, colocam esse dinheiro na caderneta de poupança, a qual muitas das vezes empata ou até perde para a inflação do período em que o dinheiro ficou aplicado. Se você quer se tornar um milionário, precisa entender o valor do dinheiro no tempo. Para isso é importante que avalie uma aplicação pelo seu juro real, ou seja, o quanto esse investimento lhe remunera acima da inflação.

É importante que você “caia fora” dos produtos financeiros oferecidos por grandes bancos, como previdência privada, fundos de investimento com altas taxas de administração, ou até mesmo CDBs com retorno bem abaixo da SELIC (média de juros que o governo brasileiro paga por empréstimos tomados dos bancos). Isso mesmo meu amigo, as coisas começam a ficar mais difíceis no passo 2, você vai precisar estudar e procurar a melhor forma de aplicar o seu dinheiro.

Vou lhe ajudar, lhe apresentando os investimentos mais conservadores, com a mesma segurança, ou até mesmo mais seguros, que a poupança. Este é o caso do tesouro direto, no qual você empresta o dinheiro diretamente para o governo. Vamos elencar alguns investimentos em renda fixa para ficar mais didático:      

  1. Tesouro Direto: é um Programa do Tesouro Nacional em parceria com a BM&F Bovespa para a compra e venda de títulos públicos. A grosso modo, ao comprar um título no tesouro direto, você está emprestando dinheiro para o governo federal. Essa é a forma mais segura de investimento, pode acreditar. A probabilidade de ocorrer um calote do governo federal é muito, mas muito menor do que você perder o dinheiro que está em qualquer outra aplicação financeira, inclusive na Caderneta Poupança.

  2. Aplicações com rentabilidade superior à poupança e cobertas pelo FGC (FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITO): O FGC é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que administra um mecanismo de proteção aos correntistas, poupadores e investidores, que permite recuperar os depósitos ou créditos mantidos em instituição financeira, até determinado valor, em caso de intervenção, de liquidação ou de falência. É o FGC que garante a segurança dos investimentos em Caderneta de Poupança, a queridinha dos farmacêuticos (infelizmente). Atualmente o FGC garante a restituição de R$ 250 mil por CPF/Instituição financeira. Ou seja, se você tiver até este valor aplicada em qualquer instituição financeira, num produto garantido pelo fundo, e a instituição falir, você recebe o seu dinheiro de volta e corrigido pela remuneração que você contratou. Além da caderneta poupança, os principais produtos garantidos pelo FGC são:

- CDBs e RDBs;

- Letras de câmbio (LC);

- Letras de crédito imobiliário (LCI);

- Letras de crédito do agronegócio (LCA).

Não cabe aqui entrar em detalhes nas aplicações em Tesouro Direto ou nos produtos garantidos pelo FGC, isso é tarefa de casa e "bê-á-bá" para quem quer se tornar um milionário. Mas utilizemos uma destas aplicações para voltar à nossa simulação, aquela onde um farmacêutico ganha R$ 3.500,00 e guarda R$ 700,00/mês. Suponha que ele já faz isso há 5 anos, e mesmo que tenha aplicado em caderneta de poupança nesse período (pois ainda não havia lido esse artigo), hoje ele já contaria com R$ 52.000,00. Caso o farmacêutico em questão aplique esse montante em um CDB que remunere uma taxa de 12%/ano (as corretoras estão cheias desses títulos), e continue fazendo os aportes mensais de R$ 700,00 em aplicações de rentabilidade similar (como um Título do Tesouro, por exemplo), ele terá acumulado mais de R$ 1.000.000,00 em 20 anos a partir da aplicação dos R$ 52.000,00 iniciais. Se ele iniciou a poupança com 23 anos, será um farmacêutico milionário com 48 anos de idade. Nada mal! Isso sem falar na qualidade de vida que este profissional irá desfrutar no caminho do milhão. Como assim? Imagine que você vá dormir hoje com R$ 300.000,00 trabalhando para você, o que lhe daria um rendimento aproximado de R$ 3.000,00/mês (baseado num CDB pré-fixado que remunera uma taxa bruta 14% a.a.), garanto que seu sono será mais tranquilo.

Uma dica para conseguir operar com produtos de renda fixa e conseguir o máximo de rentabilidade nessas aplicações, é você abrir uma conta numa corretora. Nela você vai ter acesso aos produtos dos pequenos bancos (os melhores CDBs, LCIs e LCAs), além de poder adquirir Títulos do Tesouro. A grande maioria das corretoras, diferentemente dos grandes bancos, NÃO COBRAM nenhuma taxa para os investimentos que estou apresentando – ex.: Easynvest e XP investimentos. Você pode abrir sua conta agora mesmo, sem sair de casa, e o processo é 100% online.

Terceiro passo - Não caia nas tentações do caminho

É neste passo que a maioria dos planejamentos financeiros sucumbem. Aqui reside o “canto da sereia” das finanças pessoais, que hipnotiza e atrai os poupadores para o mar profundo da aquisição de PASSIVOS. Lembra que no passo 2 eu lhe expliquei que um ATIVO é qualquer coisa capaz de gerar renda. O contrário disso é um PASSIVO, qualquer coisa capaz de consumir renda. Deixe-me explicar melhor, utilizando a mesma simulação que fizemos nos passos 1 e 2: farmacêutico ganhando R$ 3.500,00, iniciou a poupança de R$700,00/mês com 23 anos, e 5 anos depois já tinha guardado R$ 52.000,00, fez uma aplicação numa taxa de 12% ao ano, mantendo os aportes de R$ 700,00/mês. Este farmacêutico vai chegar aos 40 anos e comemorar o seu aniversário com R$ 400 mil aplicados. No caminho do milhão, os PASSIVOS são tentadores! Que tal retirar parte desses R$ 400 mil e comprar um carro do ano? Ou até mesmo um apartamento? Quem sabe retirar R$ 30 mil para realizar um tour pela Europa? Talvez R$ 100 mil para dar uma super festa de casamento? Hummm... nada disso, vamos comprar uma mega TV de LCD? E por aí vai. Os prazeres intermediários que podem ser proporcionados pelo dinheiro lhe impedem de chegar ao seu objetivo. É isso que acontece na maioria das vezes.

Reforço que nossa intenção não é fornecer aprofundamento nos produtos financeiros para investimento existentes no mercado, nem mesmo entramos naqueles de maior risco e, consequentemente, maior potencial de retorno (como ações e fundos de ações por exemplo). Também não falamos de diversificação de carteira ou das potenciais desvantagens de contrair uma dívida de longo prazo (como financiar um apartamento) - talvez eu até aborde esses temas em outra oportunidade. Falar de tudo isso daria um livro.

Por fim, espero que você tenha entendido que, independente do quanto que você ganha, o importante é que você planeje o seu futuro financeiro. Lembre-se que nossa capacidade de trabalho declina com o tempo. Qualificar-se ainda jovem para ser melhor remunerado e programar a aposentadoria é muito importante. Aproveite a vida, divirta-se com as coisas simples do seu caminho, poupe para o futuro e estude, é isso que te levará a percorrer o caminho do milhão em menos tempo. Afinal, o CONHECIMENTO ainda é o melhor investimento!

Assista: 10 atitudes que Impedem VOCÊ de se Tornar um MILIONÁRIO (que você não sabia!)

 
* Professor do ICTQ (Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico), Bacharel em Farmácia, Administração de Empresas e Ciências Contábeis. Atua como consultor em gestão de varejo farmacêutico e é autor dos livros “Gestão Estratégica para Farmacêuticos” e “A Arte da Guerra para Farmacêuticos”.

Tags: profissão farmacêutica, carreira farmacêutica, Farmacêutico bem sucedido

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

  • (62) 99473-1495

 

 

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Telefones:

(11) 2607-6688
(11) 2268-4286

Fale conosco