O inverno está chegando para a sua farmácia independente? Chame Jon Snow

CONTEÚDO PREMIADO: Registre seus dados e concorra a um iPhone 8

Se você faz parte da legião de fãs de Game of Thrones, sabe que Jon Snow, o filho ilegítimo de Ned Stark, tornou-se uma das principais atrações da aclamada série que chega à sua 8a temporada. Nos primeiros episódios da megaprodução da HBO, o personagem Jon Snow, vivido pelo ator britânico Kit Harington (descendente do rei Carlos II da Inglaterra), possuía pretensões de vida limitadas pela sua condição de filho bastardo. Porém, aquele que parecia possuir um papel marginal nos jogos do trono, teve sua presença cada vez mais valorada, chegando ao ápice de ser nomeado Rei do Norte na sexta temporada.

A partir daí, Jon tornou-se a última trincheira da batalha contra os caminhantes brancos. Na temporada passada, em 2017, quando na vida real Snow já arrancava suspiros de fãs pelo mundo todo, na ficção o personagem iniciava um par romântico com Daenerys, a rainha dos dragões.  Nessa temporada veio à tona que Jon é, na verdade, o real herdeiro do Trono de Ferro. Você deve estar se perguntando, que diabos isso tem a ver com o mercado Farmacêutico? Lhe respondo: o inverno está chegando para as farmácias independentes. Com essa analogia tento lhe dizer que as grandes redes avançam cada vez mais num mercado monopolista. Neste cenário, surge a pergunta: como uma pequena farmácia pode sobreviver às “baixas temperaturas” que despontam no horizonte? Para responde-la utilizarei as lições que aprendi com o Jon Snow.

Lição 01 – Tenha coragem para mudar

Quem diria que o tímido bastardo do primeiro episódio de Game of Thrones se tornaria um dos personagens mais importantes ao longo desta saga? O fato é, Snow sempre encarou os desafios de frente e enfrentou as mudanças pelas quais passou com coragem digna dos grandes reis. Lhe pergunto: as farmácias indenpendentes estão sendo proativas diante das novas necessidades de mudanças impostas pelo setor? A resposta é: não!

Os pequenos varejistas precisam entender que a única possibilidade de sobrevivência, na batalha com as grandes redes, reside na migração de uma empresa voltada para venda, para uma farmácia voltada para serviços. Se não encararem esta realidade de frente, com coragem para mudar, serão estraçalhados pelos Caminhantes Brancos do grande varejo, que são as redes de alcance nacional.  

O cenário está claro, existe uma grande demanda reprimida por serviços de saúde, com implantação de consultórios farmacêuticos e atendimento especializado. Fechar os olhos para isso é o mesmo que tentar entrar de penetra no “Casamento Vermelho”. Ali a morte/falência espera as pequenas farmácias de braços abertos. Será um banho de sangue!

Lição 02 – Faça parceiros estratégicos

Existe alguma aliança mais improvável que a que Snow costurou entre a Patrulha da Noite e os Selvagens? Não! Como isso foi possível? Simples, com um objetivo comum: derrotar os White Walkers.

As farmácias de pequeno porte precisam fazer o mesmo, estruturando parcerias com nutricionistas, educadores físicos, médicos e até mesmo “concorrentes”.

Não é mais admissível um estabelecimento farmacêutico, focado em serviços, não ter um farmacêutico focado na realização de visitas médicas e em oferecer acompanhamento farmacoterapêutico para a carteira de pacientes daquele prescritor.

Não faz mais sentido uma farmácia querer aumentar as vendas de suplementos e nutracêuticos sem nenhum tipo de parceria firmada com nutricionistas e preparadores físicos. Faz muito pouco sentido caminhar sozinho no mercado farmacêutico. O associativismo veio para ficar! É preciso transformar concorrentes em parceiros. Cito um case de sucesso: a Agafarma. Esta é uma associação de farmácias que atua no mercado farmacêutico com 365 lojas no Rio Grande do Sul.

Lição 03 – Humildade para aprender continuamente

You know nothing Jon Snow” é uma das máximas da série, introduzida pela mulher que o mesmo amou. Para mim esta frase tem significado amplo, pois ela traduz o estilo de liderança do novo Rei do Norte: ter humildade para aprender. Jon nunca se coibiu em procurar o conselho daqueles que detêm a sua confiança e que são mais experientes.

Tal qual na ficção, os gestores, farmacêuticos ou não, de uma farmácia independente precisam ter humildade para aprender, desaprender e mudar. O mercado de hoje é totalmente diferente daquele de 5 anos atrás. O ritmo de inovação em serviços, produtos e ferramentas de gestão é alucinante. As pequenas farmácias precisam lançar mão de conhecimentos para ganhar eficiência, se comunicar de forma mais efetiva com os seus clientes, fornecer serviços remotos e complementares à atenção farmacêutica.

Por fim, ou as farmácias enfrentam de frente o perigo da concorrência (cada vez mais acirrada), com coragem para mudar, humildade para aprender e fazer parcerias estratégicas para operar como um moderno estabelecimento de saúde, ou DRACARYS!

Leonardo Doro Pires - Professor do ICTQ (Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico), Bacharel nos cursos de Farmácia, Administração de Empresas e Ciências Contábeis. Especialista em Mídias Digitais (FMU), Tecnologia Farmacêutica (UFRJ) e Mestre em Inovação (PUC). Atua como consultor em gestão de varejo farmacêutico e é autor dos livros “Gestão Estratégica para Farmacêuticos” e “A Arte da Guerra para Farmacêuticos”.

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Telefones:

(11) 2607-6688
(11) 2268-4286

 

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS