Anvisa poderá aprovar vacina contra Covid-19 em outubro

Anvisa poderá aprovar vacina contra Covid-19 em outubro

A vacina contra o novo coronavírus (Covid-19), desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, poderá ser submetida à aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no próximo mês (outubro de 2020). A informação foi confirmada pelo infectologista e secretário estadual de Saúde de São Paulo, Jean Gorenstein.

De acordo com ele, o antígeno tem se mostrado seguro e eficaz na última etapa dos testes clínicos. “O cronograma está sendo respeitado. Pretende-se fazer a abertura dos estudos em outubro e, com isso, esses dados serão levados para o órgão regulador, a Anvisa, para que possa fazer a chancela”, declarou ele, em entrevista à Globo News, na quinta-feira (10/09).

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

Vale ressaltar que, em entrevista coletiva na quarta-feira (09/09), o presidente do Instituto Butatan, Dimas Covas, revelou que 46 milhões de doses da substância imunizante deverão ser disponibilizadas até o final deste ano para o Ministério da Saúde (MS).

Segundo ele, até o final de setembro de 2020, a previsão é de que 9 mil voluntários recebam o antígeno que está na fase 3 de testes em humanos. “Se for eficaz, registramos na Anvisa e poderemos disponibilizar a vacina à população”, disse ele.

publicidade inserida(https://www.ictq.com.br/pos-graduacao)

Outro fator importante é que o governador do Estado de São Paulo, João Doria, afirmou na mesma data que a CoronaVac tem apresentado 98% de eficácia no combate ao novo vírus em idosos.

“Os testes demonstram que a vacina CoronaVac é segura e tem taxa de eficiência de 98% na imunização de idosos. Estudos da segunda fase de testagem demonstram que pessoas com mais de 60 anos, que representam um dos grupos de risco [para o novo coronavírus] receberam mais de uma dose da vacina e a resposta imune chegou a 98%”, destacou ele, em matéria divulgada pela Agência Brasil.

Doria ainda reiterou que, desde o início dos testes, os resultados estão sendo positivos. "Desde de 21 de julho 2020 [quando os testes começaram], há quase 50 dias, não temos nenhum incidente, nenhum registro de reação adversa significativa nestes quase nove mil voluntários", afirmou o governador. Ele completou:  "Os prognósticos são promissores. E em breve teremos a vacina para imunizar os brasileiros de todo o País".

Cenário positivo

Caso os testes finais confirmem, de fato, a eficácia definitiva do antígeno, o Instituto Butantan poderá produzir 100 milhões de doses da CoronaVac até maio de 2020, segundo Covas. Contudo, para isso, a entidade precisará de apoio financeiro do MS.

Participe também: Grupo de WhatsApp e telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS