Ministério da Saúde recebe fabricantes de vacinas

Ministério da Saúde recebe fabricantes de vacinas

Após a divulgação de resultados preliminares positivos sobre o desenvolvimento de vacinas contra a Covid-19, o Ministério da Saúde (MS) receberá nesta semana representantes dos fabricantes para discutir a compra dos imunizantes, revelou o Estadão.

Três vacinas apresentaram mais de 90% de eficácia em análises preliminares, informaram os desenvolvedores, que têm encontros agendados com técnicos do MS. Hoje (17/11), acontece a primeira reunião, com a Pfizer. Amanhã será a vez da Johnson & Johnson e na quinta-feira, está prevista agenda com representantes da vacina russa Sputnik V.

As vacinas estão na etapa de testes em humanos (fase 3), a mais avançada para esse tipo de produto. Há estudos clínicos em andamento também no Brasil das vacinas da Pfizer e da Johnson & Johnson. Já a Sputnik V ainda não é testada no País.

publicidade inserida(https://emailmkt.ictq.com.br/anuncie-no-ictq)

Segundo o Governo, não há compromisso firmado para a compra destes imunizantes. O discurso no ministério é de que o Governo Federal comprará a primeira vacina segura que chegar ao mercado.

Já o presidente Jair Bolsonaro, por sua vez, chegou a vetar a compra da Coronavac, desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, pois quem lidera as tratativas para o acesso da droga no Brasil é o governador de São Paulo João Doria, seu desafeto político. Bolsonaro chegou a desautorizar o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, após este ter dito que o Governo compraria 46 milhões de doses da Coronavac.

Polêmicas à parte, segundo fontes do ministério ouvidas pelo jornal, a ideia é saber os valores e condições de acesso aos imunizantes que as empresas oferecem. Uma dúvida no Governo é sobre como garantir o armazenamento de vacinas que exigem temperaturas baixíssimas. Alternativa apresentada pela Pfizer sugere usar embalagens com gelo seco para manter os imunizantes refrigerados por mais dias.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

No total, o MS acompanha 270 pesquisas sobre vacinas contra a Covid-19. A maior aposta do Governo, por enquanto, é no imunizante desenvolvido pela Universidade de Oxford, da Inglaterra, e o laboratório Astrazeneca. O Governo investiu cerca de R$ 2 bilhões para comprar 100 milhões de doses dessa vacina, além de equipar a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para produção independente da droga.

Em outra frente de atuação para encontrar uma vacina, o Brasil espera receber doses para 10% da população por meio do consórcio Covax Facility, liderado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O País investiu R$ 2,5 bilhões para entrar no consórcio, informou o Estadão.

Participe também: Grupos de WhatsApp e Telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Farmacêutico, ministerio da saúde, Covid-19

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS