Drauzio Varella defende vacinas e critica postura de Bolsonaro

Drauzio Varella defende vacinas e critica postura de Bolsonaro

O renomado médico oncologista Drauzio Varella publicou, por meio de seu portal no UOL, um artigo de opinião em defesa de uma campanha nacional de imunização gratuita. De acordo com ele, que é veterano na área da saúde, “nada é mais urgente no mundo do que controlarmos a pandemia do novo coronavírus (Covid-19)”. Nesse sentido, o especialista ressaltou ainda que é fundamental “a vacinação do maior número possível de pessoas”.

“Para termos vacinas eficazes e seguras em tempo recorde, cientistas, indústria farmacêutica e governos do mundo todo uniram esforços e recursos. Assim, em poucos meses, conseguimos desenvolver mais de uma vacina que poderá nos ajudar a enfrentar a pandemia, feito inédito que revela a necessidade de pensarmos a saúde também em nível global”, destacou Varella no artigo.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

Nesse sentido, o médico não poupou críticas à governabilidade do presidente da República, Jair Bolsonaro, frente à pandemia. “No Brasil, soma-se a essa situação a ineficiência e o descaso do governo federal, que demorou para manifestar interesse na compra das vacinas e insumos e ainda não estabeleceu uma data, mesmo que provisória, para seu início, ao contrário de mais de 40 países, como Estados Unidos, Reino Unido, Costa Rica e Chile, que já começaram a vacinação dos grupos prioritários”, lembrou o médico.

publicidade inserida(https://emailmkt.ictq.com.br/anuncie-no-ictq)

Falta de vacinas

Outro ponto importante abordado pelo oncologista foi a questão do déficit de imunizantes em território nacional. Segundo ele, não haverá vacinas disponíveis para todos em 2021. “As vacinas e os insumos necessários para sua aplicação são recursos escassos neste momento. Nenhum país do mundo estava preparado para enfrentar uma pandemia como a atual”, ressaltou Varella.

Opinião de outros especialistas

Ainda no artigo de Varella, a pneumologista e pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Margareth Dalcolmo, explica que o Brasil perdeu grandes oportunidades em relação à aquisição de vacinas.

“O Brasil perdeu o timing de uma negociação adequada, que incluísse várias vacinas. Neste momento, o que esperamos é uma coordenação nacional muito bem organizada, trabalhando em conjunto com as secretarias dos estados e municípios e com toda a comunidade acadêmica brasileira”, afirmou.

Participe também: Grupos de WhatsApp e Telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS