Medicamento para asma reduz hospitalização por Covid-19 em 90%

Medicamento para asma reduz hospitalização por Covid-19 em 90%

O esteroide budesonida, vendido sob o nome Pulmicort, da Astrazeneca, comumente utilizado para tratar a asma, reduziu em 90% a probabilidade de um paciente com Covid-19 necessitar de internamento hospitalar, diz estudo da Universidade de Oxford, no Reino Unido, revelou a Reuters.

Segundo a pesquisa, o esteroide teve também bons resultados para a diminuição do uso de ventiladores respiratórios em internações e encurtou o tempo de recuperação da infecção causada pelo novo coronavírus, se administrado dentro de sete dias após o aparecimento dos sintomas.

O teste foi feito com 146 pacientes no Reino Unido. Metade deles fazia uso do medicamento duas vezes ao dia e a outra metade continuou com seus cuidados habituais. Em 28 dias, o risco de necessidade de intervenção médica foi reduzido em 90%, afirmaram os pesquisadores da Universidade de Oxford, parceiros da Astrazeneca na investigação.

Dados preliminares do estudo também detectaram que os voluntários tratados com budesonida deixaram de ter febre mais rapidamente e tiveram menos sintomas persistentes.

Durante a primeira fase da pandemia, os cientistas de Oxford decidiram estudar o fármaco ao notarem que poucas pessoas com doenças respiratórias crônicas eram hospitalizadas devido à Covid-19. Em muitos casos os indivíduos estavam tomando budesonida.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

publicidade inserida(https://emailmkt.ictq.com.br/anuncie-no-ictq)

“Estou animada com o fato de um medicamento relativamente seguro, amplamente disponível e bem estudado pode ter um impacto sobre as pressões que estamos experimentando durante a pandemia”, revelou a professora líder do estudo, membro do Departamento de Medicina Nuffield, de Oxford, Mona Bafadhel.

“Houve avanços importantes em pacientes hospitalizados com Covid-19, mas é igualmente importante tratar a doença precocemente para prevenir a deterioração clínica e a necessidade de cuidados urgentes e de hospitalização, especialmente para os milhões de pessoas em todo o mundo que têm acesso limitado a cuidados de saúde e hospitalares”, completou Mona.

Participe também: Grupos de WhatsApp e Telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Medicamentos, Farmacêutico Hospitalar, Covid-19

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS