Indústria farmacêutica anuncia licença-paternidade de 6 meses no Brasil

Indústria farmacêutica anuncia licença-paternidade de 6 meses no Brasil

A partir de janeiro de 2020, os funcionários latino-americanos, inclusive os brasileiros, que trabalham na Sanofi, empresa francesa que é uma das maiores indústrias farmacêuticas do mundo, terão direito à licença-maternidade e paternidade de seis meses. A medida é válida para todos os pais de filhos biológicos ou adotivos.

Ao todo, a nova política da gigante farmacêutica irá beneficiar 7.900 trabalhadores. Além da novidade, que não faz distinção de gênero e promove a ideia de direitos iguais, a iniciativa tem um viés inclusivo, pois é voltada, também, para casais membros da comunidade LGBTQI+.

No Brasil, os pais e parceiros poderão optar por quatro formas de licença-parental:  cinco ou vinte dias, quatro ou seis meses.

Licença-paternidade estendida no Brasil

De acordo com um estudo intitulado O clico de vida do gap de gêneros, divulgado em setembro de 2018, pela empresa americana de consultoria, Oliver Wyman, o Brasil aparece na 90º posição, em um ranking que aponta a desigualdade entre gêneros, com a participação de 144 países.

Já de acordo com uma pesquisa divulgada, em 2017, no Fórum Econômico Mundial, entre as principais mudanças propostas para modificar o cenário desigual entre os gêneros no mercado corporativo está a licença-paternidade estendida.

"Ela criaria uma ligação maior entre os pais e as crianças desde o início, geraria maior conscientização sobre os desafios da criação dos filhos e contribuiria para uma cultura em que mulheres e homens dividiriam as responsabilidades familiares de forma justa", explica o estudo.

Para a sócia da BMA Advogados, Cibelle Linero, a ampliação do direito resolveria, inclusive, questões sobre diferenças de salários entre homens e mulheres. “Para resolver a questão de que as mulheres não chegam aos cargos de liderança, um dos caminhos é repensar o papel do homem. Se eles ficassem mais tempo em casa durante a licença-maternidade, teriam outro papel, e ambos sentiriam o impacto de ter filhos em suas carreiras”, defende ela, em entrevista à revista Glamour.

Outras iniciativas da Sanofi

Vale ressaltar ainda que, a Sanofi tem apoiado várias iniciativas de valorização da diversidade no Brasil e no mundo. A empresa foi, inclusive, a única farmacêutica contemplada com o Selo Pró-equidade de Gênero e Raça, do governo federal, em 2015.

Além disso, também é membro do Movimento Mulher 360, iniciativa que reúne entidades interessadas em contribuir para o empoderamento econômico da mulher brasileira em uma visão 360 graus, por meio do fomento, da sistematização e da difusão de avanços nas políticas e nas práticas empresariais.

Em outubro de 2019, a multinacional reafirmou seu comprometimento com o engajamento e a promoção da diversidade e a inclusão em seu ambiente de trabalho, por meio de uma assinatura de compromisso com a Organização das Nações Unidas (ONU).

No Brasil, a empresa realizou uma agenda para sensibilizar os funcionários sobre temáticas inclusivas, com palestras sobre gênero, etnia, pessoas LGBTQI+ e pessoas com deficiência (PCD).

De acordo com a Sanofi, os temas são alinhados com a estratégia de Diversidade & Inclusão desenvolvida pelo Comitê de Diversidade da empresa, grupo formado por membros da diretoria e colaboradores voluntários que se identifiquem com os assuntos.

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS