Indústria farmacêutica deve pagar pensão à família de Boechat, decide TJ-SP

Novartis estuda trazer ao Brasil terapia celular até o próximo ano

A indústria farmacêutica, Libbs, foi obrigada pela 38ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) a pagar uma pensão mensal de R$ 86 mil à viúva e às filhas menores de idade do jornalista, Ricardo Boechat, morto em um acidente de helicóptero em fevereiro de 2019.

A decisão, que foi mantida em caráter de tutela de urgência, aconteceu na quarta-feira (29/01). A empresa havia contratado Boechat para palestrar em um evento em Campinas. Na volta à capital paulistana, o jornalista morreu em um acidente, devido à queda da aeronave que o transportava.

No processo, a Libbs alega que não poderia ser responsabilizada. De acordo com a companhia farmacêutica, a empresa responsável pelo evento foi a Zum Brazil Eventos Ltda, que teria contratado a RQ Serviços Aéreos Ltda para transportar o jornalista e convidados especiais. A informação foi divulgada pelo portal Jota

Leia também: Libbs Farmacêutica investe US$ 1 milhão em pesquisa sobre regeneração do tecido cardíaco

No entanto, segundo o relator do caso, Spencer Almeida Ferreira, a farmacêutica assumiu a responsabilidade pelo transporte de Boechat por meio de um contrato. Nesse sentido, a segurança do ex-apresentador do Jornal da Band estaria sob os cuidados da Libbs.

Ainda de acordo com a informação, na ação, o juiz de primeira instância, cuja a decisão foi mantida, alegou que a terceirização do serviço não invalida a responsabilidade da empresa contratante, que, por sua vez, teve benefícios com o transporte.

O valor da pensão teria sido justificado e definido pelo padrão de vida que o jornalista proporcionava aos seus familiares. Além de requerer uma pensão à Libbs, a viúva e as duas filham também pedem uma indenização por danos morais.

No entanto, o relator destaca que a decisão da justiça, em relação à pensão, não define se a família tem ou não direito aos demais pedidos. Ele enfatiza também que, durante o decorrer do processo, valores ainda podem ser reduzidos.

A equipe de jornalismo do Portal do ICTQ - Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico fez contato com o departamento de comunicação da Libbs, mas a empresa não quis se posicionar sobre o assunto e informou apenas que “o processo tramita em segredo de Justiça”.

A Libbs

100% brasileira, a Libbs tem mais de meio século de história em território nacional. De acordo com informações divulgadas no site oficial da empresa, a produção de medicamentos chega a mais de 50 milhões de unidades por ano. A farmacêutica está na posição 13ª entre os laboratórios mais prescritos pelos médicos no Brasil.

Participe também: Grupo de WhatsApp para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS