Laboratório brasileiro investe R$ 200 milhões para dobrar produção

Laboratório brasileiro investe R$ 200 milhões para dobrar produção

A indústria farmacêutica Apsen anunciou que planeja dobrar a produção com aporte de R$ 200 milhões nos próximos cinco anos. Atualmente, a empresa tem em seu portfólio 50 medicamentos e para 2020 o faturamento deverá chegar a R$ 1 bilhão, alta de cerca de 20% no comparativo com o ano passado, informou o Valor Econômico. Nos planos, o lançamento do primeiro psicobiótico no País.

Em seus planos, a companhia, que completa 51 anos em 2020, produzirá cerca de 90 milhões de unidades por ano até 2025. Nesse período, a Apsen deve lançar 110 medicamentos, sendo que 75% serão desenvolvidos pela empresa.

Com a expansão e os novos produtos que estão em desenvolvimento, a indústria de capital nacional prevê dobrar o faturamento no período, chegando a mais de R$ 2 bilhões de receita bruta, conforme revelou ao jornal o diretor técnico do laboratório, Kléber Vargas Nunes.

“Em 2015, quando formulamos o planejamento estratégico para chegarmos a R$ 1 bilhão de receita, tínhamos um portfólio com 35 produtos. Hoje, temos 50, sendo que 42% de nossa receita vêm de novos medicamentos”.

publicidade inserida(https://sibrafar.com.br/)

De acordo com o executivo, a companhia investe anualmente 10% do faturamento em inovação, seja ela incremental ou em novos medicamentos. “O nosso foco é trabalhar com produtos diferenciados e inovadores. Por isso, fomos para o segmento de prescrição e fazemos parcerias com farmacêuticas internacionais para trazer produtos inovadores para o mercado brasileiro”.

No portfólio da Apsen há três áreas de atuação principais: sistema nervoso central; músculo esquelético, em que fornece medicamentos para o tratamento de doenças ortopédicas e reumatológicas; e especialidades, em que há produtos para gastrologia, urologia e pediatria. A empresa detém 95% do mercado nacional de hidroxicloroquina, medicamento usado para tratar doenças como lúpus e artrite reumatoide e que tem sido defendido pelo presidente Jair Bolsonaro e por alguns médicos no tratamento da Covid-19, apesar de sua ineficácia neste tratamento ter sido atestada por grande parte da comunidade científica mundial.

O diretor de vendas e marketing da Apsen, Márcio Castanha, ressaltou ao jornal que, dentro do plano estratégico para os próximos cinco anos, a empresa deverá entrar em novas especialidades, como cardiologia e endocrinologia. “O faturamento é bem equilibrado nas três linhas. A nossa estratégia é manter o desenvolvimento de novos produtos e a competitividade em todas as áreas de atuação”.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

No projeto de expansão do portfólio, o laboratório está trazendo o primeiro medicamento psicobiótico do País. Segundo a Apsen, o produto é um probiótico (suplemento alimentar) que atua na microbiota intestinal e auxilia na melhora dos quadros de ansiedade, estresse e outros transtornos psiquiátricos.

“Os psicobióticos são um grupo de microorganismos vivos que interferem na função cognitiva e, quando ingeridos em quantidades adequadas, produzem benefícios para a saúde mental”, informou Castanha ao Valor, acrescentando que o medicamento chega ao mercado este mês produzido pelo laboratório canadense Lallemand.

O diretor de vendas destacou ainda que o produto é inovador porque foi o único que conseguiu a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o tratamento da ansiedade. “Para probióticos, a única aprovação que existia no Brasil era para o equilíbrio da microbiota intestinal. Mas apresentamos um estudo clínico robusto que proporcionou esse registro. Demoramos três anos do início do projeto até a aprovação”, salientou ao jornal.

Segundo Castanha, a ideia é que essa nova linha da Apsen tenha, pelo menos, dez medicamentos, sendo que parte será desenvolvida pela equipe de pesquisa do laboratório. “São mercados que crescem muito no País. O de probióticos tem um faturamento de R$ 630 milhões e cresce 10% ao ano. Já o de ansiedade chega a R$ 680 milhões. Esse produto que lançamos oferece ao médico a condição de indicar um suplemento com zero efeito colateral”, assegurou.

Participe também: Grupo de WhatsApp e telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS