A tradução do “Juntos e shallow now" na Farmácia Brasileira

Se você acompanha o cenário musical, com certeza já ouviu a música "Shallow”. A canção interpretada por Lady Gaga e Bradley Cooper levou o Oscar de melhor música deste ano, como trilha sonora do filme "Nasce uma Estrela".

Como de praxe com canções estrangerias que fazem muito sucesso, "Shallow" ganhou uma versão em língua portuguesa, interpretada por Luan Santana e Paula Fernandes. A letra da versão tropicalizada do sucesso de Gaga é toda em português, até chegar no refrão: "juntos e shallow now". Shallow, em inglês, significa superfície/raso, ou seja, "juntos e raso agora". Não faz nenhum sentido! Isso foi o suficiente para fazer a alegria da internet e gerar uma enxurrada de memes.

Não é só no mundo musical que acontecem distorções quando se adapta um sucesso internacional para a realidade brasileira. Isso também acontece na área farmacêutica. O modelo comercial vigente na maioria das farmácias do Brasil é um exemplo desta adaptação tupiniquim. Existiria alguma analogia entre o novo hit sertanejo e o funcionamento de farmácias? Vamos lá!

Sei que serei criticado por fazer de forma contundente a divisão que segue, pois muitos não veem compatibilidade na existência simultânea dos 2 modelos de farmácia que vou apresentar (inclusive sou um deles), mas farei esta explanação para fins didáticos. Vamos aos modelos e depois retomarei a discussão.

1O MODELO (Drugstore) – Comum nos EUA, estes estabelecimentos comercializam produtos de higiene pessoal e de ambiente, roupas, artigos de eletricidade, bebidas alcoólicas, artigos de escritório, calçados, material escolar, vitaminas, alguns analgésicos, suplementos, etc. Neste modelo, o setor farmacêutico funciona em área reservada, onde são aviadas as receitas.

2O MODELO (Estabelecimento de Saúde) - Esse é o modelo preconizado na Lei 13.021, de 2014, na qual as farmácias deixam de ser uma loja de medicamentos e passam a prestar assistência farmacêutica. Em tese, este é o modus operantis vigente no Brasil, onde as farmácias se colocam como unidades para a prestação de assistência à saúde, voltadas para os cuidados com o paciente.

Retomemos a discussão: é possível juntar os modelos Drugstore e Estabelecimento de Saúde em um sistema híbrido? Sinceramente, acredito que seja viável. Vou além, o modelo americano está amadurecendo para este nível. Nos EUA, em algumas lojas drugstores existem farmácias em espaços segregados, onde ocorre o funcionamento do modelo de clínica farmacêutica idealizado pela legislação brasileira, com o farmacêutico fazendo de fato o atendimento, desde a anamnese até a prescrição.

E no Brasil? Na maioria dos estabelecimentos, trabalhamos no modelo Drugstore ou Estabelecimento de Saúde? Já conseguimos fundir estes dois modelos? Existiria um terceiro modelo? Respondo: ainda não amadurecemos para um modelo hibrido funcional. Também não classificaria a maioria dos estabelecimentos brasileiros em nenhum dos 2 modelos que elenquei. Vivemos uma crise de identidade?

Ao mesmo tempo que nós farmacêuticos alardeamos para quem queira ouvir que farmácia é um estabelecimento de saúde, GRANDE parte destes estabelecimentos a) vendem, sem exigir prescrição, medicamentos que deveriam ser prescritos por profissionais habilitados; b) não oferecem serviços farmacêuticos; e c) criam campanhas promocionais para venda de medicamentos. Além disso, de forma pontual, pasmem, algumas farmácias brasileiras não possuem nem farmacêutico presente durante todo o horário de funcionamento. Atuam ilegalmente? Não, isso acontece em algumas cidades do oeste do estado do Pará, onde existe um Termo de Ajuste de Conduta que prevê a presença obrigatória do farmacêutico em estabelecimentos farmacêuticos de forma gradativa. Esse TAC permite que a presença de farmacêutico em tempo integral só ocorra em 2022. Isso mesmo que você ouviu, 2022!

O fato é que nossa regulamentação nega ao empresário do mercado farma a implantação plena e efetiva do Drugstore, impedindo que este modelo amadureça, como está acontecendo nas terras do Tio Sam, na direção do atendimento à saúde em ambiente segregado. Por outro lado, não enxergamos um estabelecimento de saúde (2° modelo) em todas as farmácias do Brasil. Diante disso muitas de nossas farmácias estão criando um modelo comercial quimérico, onde, SEM GENERALIZAR, se pratica uma Atenção farmacêutica rasa e, comercialmente, não se vende de tudo. Ficamos no meio do caminho. Talvez estejamos criando um 3o modelo de farmácia, através de mais uma tradução grosseira e superficial, o modelo “juntos e shallow now"!

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Telefones:

(11) 2607-6688
(11) 2268-4286

 

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS