Deputado denuncia que centenas de cartelas de medicamentos foram descartadas indevidamente

Deputado denuncia que centenas de cartelas de medicamentos foram descartadas indevidamente

Mais de cem cartelas de medicamentos foram descartadas em um lote vago, localizado no bairro de Jardim Candidés, próximo ao Centro Industrial de Divinópolis (MG). A denúncia foi feita pelo deputado estadual, Cleiton Azevedo (PPS), que gravou um vídeo mostrando os produtos desperdiçados e divulgou por meio do Instagram.

No vídeo, o parlamentar mostra diversos medicamentos e afirma: “Tem produtos deste ano, tem ampola, tem dipirona, medicamentos novinhos”. Nos comentários, internautas demostraram revolta com a situação: “Além de dinheiro jogado fora, descarte impróprio de medicamento traz inúmeras consequências ao meio ambiente e para a saúde da população”, disse a farmacêutica, Bruna Rocha.

Após a repercussão, a Polícia Militar (PM); o secretário de Saúde, Amarildo Sousa; e o vereador presidente da Comissão de Saúde da Câmara, Renato Ferreira (PSDB) estiveram no local para recolher os produtos e encaminha-los para incineração.

Para investigar o caso, a Câmara dos deputados afirmou que irá instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para encontrar os responsáveis pelo desperdício dos medicamentos e pelo descarte indevido.

"Foi registrado um boletim de ocorrência e agora a Polícia Civil irá apurar o caso. A Secretaria de Saúde de Divinópolis ficou incumbida de fazer o recolhimento e o descarte correto desses frascos e ampolas vencidos aqui encontrados. Agora, nós [da Comissão de Saúde da Câmara] vamos acompanhar o caso. Já estamos coletando fotos e informações para instaurar a CPI tão logo se encerre o recesso parlamentar", informou Ferreira ao G1.

Segundo a Prefeitura de Divinópolis, os produtos não são de origem de nenhum laboratório fornecedor do órgão. “A expectativa é de que seja possível chegar aos responsáveis a partir das informações sobre os lotes de fabricação dos frascos e ampolas encontrados no local. A Secretaria Municipal de Saúde já descartou a possibilidade de que se trate de medicamentos das farmácias da Prefeitura”, afirma a administração municipal, em nota à imprensa.

O diretor de Comunicação da Prefeitura, Evandro Araújo, ainda complementa: "Podemos garantir que não se trata de um descarte da Prefeitura. Todo material da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) é encaminhado para incineração, dentro de todos os padrões ambientais. Além disso, uma das principais ações da atual gestão foi a implantação de um controle rigoroso do estoque de medicamentos e outros produtos. Praticamente, não temos mais desperdício", reforça.

Vale ressaltar que em um dos medicamentos que aparece no vídeo é possível ver um rótulo que diz que o produto é de origem do Paraná. A Secretaria de Estado paranaense disse em nota que segue com as investigações: "Os fatos estão sendo averiguados e estamos levantando informações sobre uma possível carga que tenha sido desviada ou mesmo roubada", diz um trecho do texto, que ainda destaca que o órgão tem pleno interesse no esclarecimento do caso.

Ao jornal MG2, a empresa responsável pelos produtos reforçou a tese sobre as suspeitas de que a carga dos medicamentos tenha sido roubada. Segundo ela, ao entrar em contato com a distribuidora descobriu que a encomenda nunca chegou ao Paraná.

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Telefones:

(11) 2607-6688
(11) 2268-4286

 

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS