Portal do Aluno

Pós-Graduação on-line ou presencial? Descubra como decidir entre as duas modalidades de curso

Pos Graduação em Farmácia

Novas tecnologias chegando... Novas relações se estabelecendo... Claro que o mundo mudou com o advento da internet e vai mudar ainda mais! Este é um movimento sem volta. Os mais jovens já nasceram nessa onda e o mais velhos já estão surfando nela, sem problemas. No entanto, tudo tem, no mínimo, dois lados, tudo tem prós e contras! A internet conecta as pessoas de qualquer distância, mas é possível que estes conectados nunca tenham se visto pessoalmente, nunca tenham trocado um olhar, mesmo tendo contato há anos!

Algumas instituições educacionais estão introduzindo a tecnologia a distância para ofertar pós-graduações, chamadas on-line. Esses cursos têm pipocado aqui e ali, sempre com um discurso de conveniência e de baixo custo, mas não têm resolvido a falta de contato prático, vivencial e de networking desse sistema.

Especialistas e professores de cursos de Farmácia ressaltam lados bons e ruins dos dois sistemas - aulas presenciais e on-line. No entanto, é unânime a afirmação de que nada substitui a relação vivencial com o professor em sala de aula e o contato entre os alunos na construção de conhecimento e no compartilhamento de experiências e ideias.

A farmacêutica responsável pelo departamento de Farmácia da Universidade de São Paulo (USP), Maria Aparecida Nicoletti, diz que o benefício principal dos cursos presenciais é que a interação direta entre professor e aluno facilita o aprendizado: “O contato presencial faz com que o professor consiga interpretar, inclusive, as diferentes expressões e comunicações gestuais dos alunos, o que favorece a continuidade da explicação da informação colocada. Os alunos apresentam perfis distintos em relação à interação com o grupo, e nem todos possuem o desprendimento de expressar suas opiniões ou a necessidade de complementação da informação, o que poderá gerar uma lacuna no aprendizado. A verbalização das dúvidas permite uma integralidade entre os partícipes da sala”.

Ela acredita que a aula presencial permite uma troca muito intensa de energia entre todos, o que direciona manifestações contributivas em relação à troca de experiências. “É neste momento que o aluno pode ter consciência do seu grau de dificuldade e, juntamente com o docente, estabelecerem ferramentas que possibilitem o entendimento do fluxo de informação em um ritmo adequado”. O aprendizado é diferente para cada aluno e na interação, em sala de aula, é possível o professor dispor de diferentes mecanismos para que a informação seja compreensível para os vários níveis de entendimento e de bagagem educacional.

Especialização em Farmácia Clinica a distância ou presencial?

O professor do ICTQ, Clezio Rodrigues Abreu, diz que o ensino de especialização presencial proporciona uma interação direta e imediata entre alunos e professores em um mesmo local. Já na especialização a distância os alunos e professores encontram-se em locais distintos e não interagem necessariamente ao mesmo tempo, havendo uma interação indireta.

“Como professor, eu já tive a oportunidade de ministrar aulas nas duas modalidades. Confesso que me senti muito mais à vontade com a interação direta com o aluno. A exposição dos casos clínicos pela internet sem a interação com a turma não tem o mesmo grau de aprendizado que teria dentro de uma farmácia escola. Embora, o ensino a distância para nós, professores, se torne muito mais fácil, é complicada a abordagem de temas resumidos e padronizados para o envio a centenas de alunos com perfis, formações e processos de assimilação de conteúdos diferentes entre si. Há detalhes que só se consegue transmitir com gestos e expressões que facilitam a compreensão por parte de quem está ouvindo e vendo”, comenta ele.

Maria Aparecida elogia os cursos presencias enaltecendo o estabelecimento de uma relação de confiança, de olhos nos olhos: “Nada supera este contato para qualquer tipo de relação estabelecida. Amizades que são iniciadas, dificuldades compartilhadas, vivências divididas e crescimento humano são aspectos imensuráveis no crescimento pessoal e profissional. É uma experiência de vida que não pode ser transmitida, mas sentida”.

Ela ressalta, entretanto, que é necessário aliar as ferramentas tecnológicas disponíveis, direta ou indiretamente, para a melhoria da capacitação. Atualmente, não é possível imaginar uma aula sem que, em algum momento, se faça referência à tecnologia de informação, inclusive, para ampliar o conteúdo ministrado. A tecnologia é uma ferramenta aliada à melhoria do ensino, desde que bem aplicada pelo docente, e devidamente realizada pelo aluno.

Conheça as 7 diferenças mais importantes entre pós-graduações on-line e presenciais

  Pós-Graduação On-line Pós-Graduação Presencial
1. Ambiente de aulas No computador, no tablete ou no celular. On-line ou via satélite, o sistema torna o aprendizado dependente da tecnologia (velocidade da internet ou força do sinal), o que nem sempre funciona adequadamente. Em salas de aula, em laboratórios ou em farmácias escolas. Nas aulas presenciais não existe barreira entre o aluno e o professor. A comunicação é direta e mais próxima.
2. Metodologia Basicamente, baseia-se em vídeos-aula, gravados ou ao vivo, que levam em consideração uma abordagem geral sobre o tema proposto, sem considerar o nível de formação, perfil e informação do aluno sobre o assunto discutido. Trata-se de conhecimento de massa, industrializado e mecânico, que pouco atente às expectativas pessoais e individuais – mas que passa uma visão geral de um determinado tema. No geral, são aulas expositivas, teóricas e práticas, com a presença física de professores e alunos em um ambiente tangível e interativo, onde ocorrem trocas de conhecimentos e expertises. A abordagem e exploração dos temas e conteúdos se desenham de acordo com o perfil e interação de professores e alunos no exato momento em que a aula se realiza. Além das exposições teóricas e das práticas realizadas em laboratórios, os alunos desenvolvem atividades em grupos e debatemcases no formato de exercícios.
3. Networking Depende da plataforma e da interatividade ofertada. No geral, não há interação pessoal entre os alunos, o que minimiza o contato e as relações interpessoais.  A troca de cartões, o olho no olho, o café compartilhado no intervalo, o aperto de mão, o almoço e a convivência por mais de um ano são fatores que, indiscutivelmente, fomentam, de forma eficaz, uma rede de network - essencial no mercado de trabalho. A partir dessas relações pessoais e individuais, a relação virtual em redes sociais se torna natural e mais efetiva.
4. Professor Nos cursos on-line o professor é uma figura distante, quase um personagem. Trata-se de um especialista que, dentro de seu domínio, grava seus conhecimentos sem considerar o que o aluno já conhece e compreende. Nas pós-graduações presenciais a figura do professor é a de um gestor do conhecimento. À frente de uma sala de aula, ele lidera e conduz um diálogo objetivo, aberto e customizado de acordo com os conhecimentos prévios dos alunos presentes.
5. Aprendizagem O ambiente virtual desfavorece a concentração, foco e atenção do aluno. Aprender pela internet requer do indivíduo disciplina e determinação, pois, além da tela que convida o aluno para outras interações, o ambiente externo ao da aula pode ser adverso - com ruídos familiares e outras situações comuns do dia a dia, seja em casa ou no trabalho. Outro fator que pesa é que a dúvida no processo de aprendizagem fica limitada ao indivíduo em questão, ou seja, não se aprende com a dúvida do outro. Além de que, tudo o que é visto na rede é rapidamente descartado para novas informações. As dúvidas do indivíduo e as de seus colegas são compartilhadas e sanadas na hora, gerando conhecimento imediato e coletivo. As salas de aula criam o ambiente favorável e ideal para a concentração, foco e aquisição de conhecimentos entre alunos e professores.
6. Horários Nas pós-graduações on-line geralmente os horários são flexíveis. Embora pareça prático, pode ser um gatilho para futura desistência e falta de continuidade para quem tem uma agenda sempre comprometida com escalas de trabalho em farmácias e drogarias. Nas especializações presenciais os horários são fixos. Geralmente nos sábados e domingos, uma vez por mês ou a cada 15 dias. O aluno sabe o período em que estará frente a frente com o seu professor e pode se programar, gerenciando sua agenda para frequentar as aulas.
7. Investimentos No EaD, por manter conteúdos gravados - sem atualização - o custo é equivalente ao de um curso popular, e sem reconhecimento de mercado. Além disso, as plataformas são, geralmente, patrocinadas por laboratórios que direcionam os conhecimentos de acordo com o interesse de marcas e negócios, mesmo em conteúdos clínicos farmacêuticos. Isso deixa o preço do curso quase simbólico mediante o valor e o prometido – o papel, certificado. O investimento em uma pós-graduação presencial demanda recursos financeiros próximos ao que já são investidos em graduações particulares. Nessa modalidade, os alunos investem visando algo além do papel (certificado). Além da mensalidade, quando o aluno se especializa em outra cidade, adicionam-se custos com transporte, estadia e alimentação ao orçamento.

O melhor do conhecimento On-line

Os especialistas defendem que a aquisição de conhecimentos on-line para fins de atualização rápida de informações conceituais pode ser um caminho, mas servem prioritariamente para programas que não dependem de regulamentações sanitárias como, por exemplo, para cursos de marketing, gestão comercial e metodologia cientifica, entre outros.

De acordo com o professor do ICTQ, Leonardo Doro Pires, quando se fala em um curso de pós-graduação, que visa aprofundar a discussão de conceitos e aplicações específicas, o ensino presencial permite uma discussão em tempo real do conteúdo exposto, com participação de todos os envolvidos no processo ensino-aprendizagem. Essa discussão enriquece a experiência lato sensu, caracterizando-se em um valioso diferencial da modalidade presencial. “O processo ensino/feedback em tempo real ainda é uma barreira a ser transposta pela modalidade EAD. Mas não é o destino dos cursos EAD substituir a modalidade tradicional”, fala ele.

Em suma, os cursos on-line são mais adequados para uma atualização. Quem deseja especialização na área e um conhecimento mais aprofundado deve procurar um sistema presencial.

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3943-1157

Whatsapp

  • (62) 99473-1495

 

 

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua Tobias Barreto, nº 803, Mooca, São Paulo - SP.

CEP: 03.176-000

Telefone: (11) 2607-6688

Fale conosco