Portal do Aluno Portal do Aluno

Matérias para profissionais da Indústria farmacêutica

14 atualizações regulatórias para a Indústria Farmacêutica em 2018

| 5260 views

A Anvisa representa um dos sistemas de vigilância sanitária mais avançados no mundo. Suas atualizações são contínuas e as indústrias farmacêuticas que não acompanham essas evoluções, por meio de seus profissionais, correm o risco de terem suas certificações e licenças até revogadas pelo órgão regulador.

Como definir um Programa de Estudos de Estabilidade robusto

| 3785 views

A aplicação de um Programa de Estudos de Estabilidade (PEE) é condição para que uma empresa de biociências, em especial a indústria farmacêutica, possa assegurar que os seus produtos obedecem aos conceitos mais rigorosos de estabilidade exigidos pela legislação, mantendo a mesma qualidade durante todo o seu ciclo de vida. No caso de um medicamento, o PEE deve comprovar que, mesmo submetido a condições ambientais adversas, ele se mantém estável, garantindo as características físico-químicas adequadas durante todo o prazo de validade. “Seria impensável existir uma indústria farmacêutica que não desenvolvesse estudos de estabilidade de seus produtos. Até porque eles são uma das exigências para o registro no órgão regulador”, afirma Juan Sanchez Corriols, sócio-diretor da Star Consulting.

Os desafios da Anvisa frente aos medicamentos biológicos e biossimilares

| 6150 views

No último dia 22 de fevereiro, o jornal Folha de S.Paulo promoveu o Fórum sobre Medicamentos Biológicos e Biossimilares, no Museu da Imagem e do Som, na capital paulista. O debate sobre a regulamentação desses medicamentos avançou. Os principais temas debatidos foram os problemas da substituição automática de fármacos biológicos pelos biossimilares correspondentes, a farmacovigilância e também a regulação de como levar esses medicamentos para toda a população.

Modelos de qualificação de fornecedores na indústria farmacêutica

| 6986 views

Especialistas costumam dizer que há duas visões diferentes para qualificação: a obrigatória, da Anvisa e de outros órgãos sanitários, e a visão do comprador (empresário). Segundo órgãos sanitários, pode-se considerar uma forma de homologação em que são realizados (por meio de questionários complementados por visitas presenciais) desde o levantamento até a avaliação de informações dos fornecedores e suas condições de trabalho. Com isso pode-se determinar suas capacidades técnicas e aprovações para atender às necessidades de seus clientes.

O papel da indústria farmacêutica na segurança dos medicamentos

| 2183 views

A Farmacovigilância é a ciência e conjunto de atividades relacionados com a detecção, avaliação, compreensão e prevenção de efeitos indesejáveis (ou reações adversas) ou qualquer outro problema de segurança relacionado a medicamentos, visando melhorar a segurança dos fármacos, em defesa da Saúde Pública.

Na visão da Hypera Pharma, o Brasil será um dos cinco maiores mercados em 2019

| 13995 views

Segundo a Hypera Pharma (ex-Hypermarcas), citando estudo da consultoria especializada no setor IMS Health, o mercado farmacêutico brasileiro deve avançar da sexta posição no ranking mundial, que ocupa hoje, para a quinta posição até o próximo ano. Tal avanço seria fundamentado, em grande parte, pelo acelerado processo de envelhecimento da população brasileira em curso e pelo crescimento sustentável verificado nos últimos anos. Essa é uma das informações que a empresa forneceu nesta entrevista exclusiva ao Anuário Mercado Farmacêutico 360º do ICTQ. A companhia revela também os seus planos de ampliação da capacidade produtiva e explica os motivos do forte investimento em futebol na TV.

RDC 166 da Anvisa: oito observações importantes para a indústria farmacêutica

| 11630 views

Se existe algo que a indústria farmacêutica sinaliza como desafio, em todos os anos no planejamento estratégico, este algo tem nome e sobrenome: Novas Regulamentações da Anvisa. A constante evolução das normas já instituídas e a frequente criação de novas resoluções  demandam da indústria, cada vez mais, investimento em treinamentos de qualificação, em equipamentos, reestruturação de áreas, construção civil, software e consultorias.

Como implementar um programa efetivo de CAPA

| 2966 views

Corrective and Preventive Action (CAPA) − Ação corretiva e preventiva − é uma metodologia de controle de ações adotada para eliminar a fonte de uma não conformidade detectada ou para abolir a causa de uma potencial não conformidade, visando a melhoria nos processos de uma organização. Uma não conformidade pode variar da reclamação do cliente ou queixa do mercado a falhas de equipamentos e processos ou no controle de qualidade dos produtos. “CAPA é uma metodologia de controle de ações em que se definem e monitoram atividades a realizar, seus responsáveis e os prazos de conclusão”, explica Juan Sanchez Corriols, consultor e sócio-diretor da Star Consulting. Em certos mercados, como a indústria farmacêutica, um programa de CAPA pode ser necessário como parte do sistema de gestão da qualidade.

Voltar

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3943-1157

Whatsapp

  • (62) 99473-1495

 

 

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Telefones:

(11) 2607-6688
(11) 2268-4286

Fale conosco