4 farmacêuticos são investigados em caso envolvendo falso omeprazol na Espanha

4 farmacêuticos são investigados em caso envolvendo falso omeprazol na Espanha

Quatro farmacêuticos foram convocados para depor no Tribunal de Málaga, na Espanha, pois, são investigados pelo fornecimento incorreto de minoxidil (estimulante folicular), que foi liberado como omeprazol, segundo informação divulgada pelo jornal El Diário Montãnes, hoje (09/02).

Esses profissionais são acusados de envolvimento em um suposto erro cometido em uma empresa farmacêutica, que gerou o desenvolvimento de pelos em todo o corpo de crianças que tomaram o produto para calvície, mas que estava em uma embalagem com rótulo de omeprazol.

As autoridades espanholas suspeitam que a empresa farmacêutica responsável pela fabricação do medicamento tenha cometido um erro na hora de embalar o produto. Por isso, os lotes estavam com os rótulos incorretos, pois, na verdade, se tratava de uma fórmula para calvície, que acabou sendo distribuída, de forma equivocada, para farmácias em cidades da Espanha.

Receba nossas notícias por e-mailCadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

Até o momento, a Justiça daquele país já recebeu depoimentos de seis investigados no caso, que negaram ter adulterado o produto, ainda segundo o jornal. De acordo com as investigações, eles relataram que o fármaco foi importado.

Nesse sentido, alegam que o fármaco teria sido importado a granel da Índia, por uma empresa sediada na Catalunha, que o vendeu o produto para a companhia farmacêutica que foi responsável por embalá-lo e distribuí-lo em farmácias ou outros locais de dispensação de medicamentos da Espanha.

publicidade inserida(https://www.ictq.com.br/pos-graduacao)

Repercussão

De acordo com o Ministério da Saúde (MS) daquele país, o caso ganhou repercussão após um grupo de famílias, representado pelo advogado Javier Diaz Aparício, mover uma ação judicial apresentando uma denúncia às autoridades, em julho de 2019, com o respaldo do laudo de um pediatra que tratou uma das crianças. 

No documento, o médico alegou que o desenvolvimento dos pelos aconteceu em decorrência da administração equivocada de minoxidil (estimulante folicular), quando, na verdade, a criança deveria estar fazendo uso de omeprazol.

Por isso, esse erro teria feito com que todas as crianças tivessem um crescimento fora do comum de pelos em todo o corpo, resultando em uma condição conhecida por hipertricose.

Participe também: Grupos de WhatsApp e Telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente.

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Farmacêutica, Farmacêutico, Medicamentos

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS