Escândalo: Novartis, Roche e Genentech são multadas por prática abusiva em quase R$ 3 bilhões

Escândalo: Novartis, Roche e Genentech são multadas por prática abusiva em quase R$ 3 bilhões

As empresas farmacêuticas Novartis, Roche e Genentech estão no epicentro de uma polêmica envolvendo uma suposta prática abusiva relacionada à comercialização de um medicamento para o tratamento de doenças oculares. Isso porque o órgão regulador da França informou, nesta quarta-feira (09/09), que multou as três companhias em um total de US$ 552,8 milhões (quase R$ 3 bilhões).

A autoridade sanitária daquele país afirmou que as três indústrias abusaram de uma posição dominante coletiva na comercialização do Lucentis, fármaco desenvolvido pela Genentech para o tratamento da degeneração macular ocasionada pelo envelhecimento. Essa condição causa dificuldades na visão de pessoas com mais de 50 anos. A informação foi divulgada pelo jornal Valor Econômico.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

De acordo com a agência reguladora francesa, a prática das três companhias farmacêuticas tinha como objetivo coibir o uso de outro medicamento que apresenta a mesma eficácia do Lucentis, o Avastin, que tem um valor 30 vezes menor que o fármaco vendido pela Novartis, Roche e Genentech.

publicidade inserida(https://www.ictq.com.br/pos-graduacao)

Posicionamento das empresas

De acordo com informação publicada no portal internacional Fierce Pharma, a Novartis se manifestou, por meio de um comunicado à imprensa, alegando que está "muito decepcionada" e "refuta veementemente" as acusações de práticas abusivas.

“A Novartis acredita que essa decisão se baseia em uma interpretação incorreta dos fatos e em uma distorção da jurisprudência anterior que não se destina em cobrir a situação neste caso”, destacou a companhia em comunicado, alegando que está se articulando para recorrer contra a decisão.

Ainda de acordo com a informação, a Roche, por sua vez, afirmou que acredita estar em conformidade com as regulamentações de saúde locais e "avaliará os próximos passos" que deverá tomar após a decisão do órgão regulador francês.

Nesse sentido, vale ressaltar que o comunicado da Roche também pode ser válido para a Genentech, já que a empresa é uma subsidiária do grupo suíço.

Participe também: Grupo de WhatsApp e telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS