Medicamento da Roche não ajuda e pode prejudicar alguns pacientes com Covid-19

Medicamento da Roche não ajuda e pode prejudicar alguns pacientes com Covid-19

O medicamento para artrite Actemra, da Roche, testado para combater a infecção do novo coronavírus, não tem ajudado a todos os pacientes e, em determinados casos, pode até prejudicar alguns deles, revelou estudo realizado no Brasil, apurou a agência Bloomberg.

Adicionar o Actemra ao tratamento padrão não só não melhorou os resultados em um ensaio no Brasil realizado em meados do ano passado, como pode ter levado a mais mortes, conforme resultados publicados recentemente no British Medical Journal. O estudo foi interrompido antes do previsto depois que um comitê de monitoramento levantou questionamentos sobre as mortes.

O ensaio com 129 participantes é considerado muito pequeno para ser definitivo, mas destaca questões não respondidas em torno do uso do Actemra contra a Covid-19 depois que alguns ensaios produziram resultados diferentes.

Por outro lado, dados positivos de outro estudo levaram o Reino Unido a revelar, no início deste mês, que começaria a usar o medicamento de forma ampla. “Não temos grandes evidências de ensaios para saber de forma convincente se o tratamento funciona ou não”, revelou à Bloomberg, o professor de medicina e epidemiologia da Universidade de Oxford, Martin Landray, que não participou do ensaio do Brasil.

Landray ajuda a coordenar um estudo maior, chamado Recovery, que também pesquisa o Actemra. Os dados podem sair dentro de semanas, revelou o professor. A totalidade das evidências até agora parece promissora para, pelo menos, um subconjunto de pacientes, afirmou.

“Em certo sentido, embora estejamos aguardando a chegada de mais um ensaio, estamos a cerca de um terço do caminho deste caso em particular”, disse Landray. “Vale a pena esperar algumas semanas antes de tomar decisões definitivas sobre qual é exatamente o papel desse medicamento”.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

publicidade inserida(https://action.metaffiliation.com/trk.php?mclic=P4F77357573123D37)

Os médicos do estudo brasileiro administraram o Actemra em conjunto com o tratamento padrão a 65 pacientes de nove hospitais, entre maio e julho de 2020, comparando os resultados com os de 64 pessoas que receberam apenas o tratamento padrão.

A equipe se concentrou em pacientes muito doentes que apresentavam fortes sinais de inflamação, na esperança de que o medicamento para artrite aliviasse a resposta inflamatória, afirmou à Bloomberg o pesquisador e consultor para doenças infecciosas da Beneficência Portuguesa, João Prats, um dos coautores do estudo.

“O resultado é que, até agora, não identificamos o grupo de pacientes que provavelmente se beneficiará com a droga”, disse Prats. Ele completou destacando que pode ser necessário combinar a droga com outro elemento ou focar em grupos de pacientes mais estreitamente definidos.

Participe também: Grupos de WhatsApp e Telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Medicamentos, Indústria Farmacêutica, Covid-19

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados).

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS