Vídeo: farmácia vende medicamento prometendo a cura do coronavírus

Vídeo: farmácia vende medicamento prometendo a cura do coronavírus

A dona de uma farmácia, que não teve a identidade revelada, em Almirante Tamandaré, região metropolitana de Curitiba (PR), foi parar na delegacia e acabou sendo autuada por propaganda enganosa, após divulgar, nas redes sociais, um vídeo em que mostra um suplemento polivitamínico com a promessa de que o produto serviria para curar e prevenir o coronavírus (Covid-19).

Nas imagens do vídeo aparecem um homem e uma mulher. Para começar, o rapaz diz: “Vou falar um pouquinho de coronavírus, essa epidemia que está preocupando o mundo, e aqui no Brasil não é diferente. Mas aqui [na farmácia] nós temos a solução”. Além disso, o comercial ainda oferta o produto como se fosse uma ‘terapia milagrosa’: “Vem com noventa cápsulas, tratamento completo para três meses”, complementa a mulher no vídeo.

Leia também: Máscaras acabam em farmácias, mas não protegem - entenda por que

Segundo o delegado que investiga o caso, André Feltes, o que mais chamou a atenção foi a maneira como o vídeo foi divulgado: "Dependendo do nível de conhecimento que o consumidor tenha, ele pode ser induzido ao erro, ou seja, ele pode acreditar que com o consumo daquele produto, que na realidade é só um polivitamínico, ele poderia ficar imune ao coronavírus, sendo que a gente sabe que isso não é verdade", disse ele, em entrevista ao G1.

Já a coordenadora do Departamento Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), Cláudia Silvano, explicou que o problema não está no produto, mas sim, na propaganda: "A forma como ele [o polivitamínico] foi oferecido é que é o problema, ou seja, a propaganda enganosa. Porque as pessoas pagam pelo produto achando que estarão protegidas e isso não vai acontecer", explica. 

Além de ser autuada, enquanto aguarda a decisão da justiça, a dona da farmácia foi orientada a gravar um novo vídeo explicando que a propaganda anterior era mentirosa, evitando possíveis prejuízos aos consumidores, segundo informação divulgada pelo jornal Ric Mais.

"Nós ainda não conhecemos os medicamentos que podem evitar ou controlar essa infecção. Até o momento não tem nada comprovado, sendo que nenhuma vitamina impede que as pessoas se infectem ou que a doença seja grave ou não, então, em princípio, não se deve vender essa medicação com essa ideia de que ela vá evitar a infecção por esse patógeno", complementou ao veículo, a infectologista, Sonia Rabone.

A epidemia

Foi confirmado na noite do último domingo (01/03), o segundo caso de Covid-19 em território nacional. A informação foi divulgada pela XP Investimentos, que enviou um e-mail aos seus funcionários alertando que um dos seus colaboradores foi infectado com o vírus durante uma viagem de lazer à Itália.

Segundo do Ministério da Saúde (MS), o homem está em isolamento domiciliar e seu estado de saúde é estável, pois, ele não apresenta sintomas. Até o momento, o Brasil segue com 252 casos suspeitos da doença, sendo que a maior parte deles (136) estão em São Paulo, cidade onde, inclusive, foram confirmados os dois infectados.  

Em todo o mundo, o número de doentes já ultrapassa 87.137 pessoas, com 2.977 mortes, de acordo com relatório divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Assista ao vídeo da farmácia com a propaganda do medicamento que promete curar o Covid-19:

Participe também: Grupo de WhatsApp para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Farmacêutica, Farmácia, Varejo Farmacêutico

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Telefones:

(11) 2607-6688
(11) 2268-4286

 

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS