Farmácias Bemol capacitam farmacêuticos e investem em robotização

Farmácias Bemol capacitam farmacêuticos e investem em robotização

Ideias inovadoras e profissionais qualificados podem gerar excelentes resultados para uma empesa, um exemplo disso está acontecendo com o grupo de farmácias Bemol, que em janeiro de 2020 começou um projeto de robotização nas suas unidades. Além disso, a rede também decidiu que irá capacitar seus farmacêuticos para o serviço de vacinação.

Em entrevista exclusiva ao Portal do ICTQ - Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico, a gerente farmacêutica responsável da Bemol, Renata Souza, falou sobre as novas iniciativas. Segundo ela, caso a vacina contra o novo coronavírus (Covid-19) seja descoberta e possa ser aplicada em estabelecimentos farmacêuticos, a rede pretende prestar esse serviço à população: “Podemos dizer que está dentro dos planos, sim”, explicou a farmacêutica.

Contudo, Renata destaca que essa não foi a ideia principal da capacitação dos farmacêuticos. De acordo com ela, a rede está com um projeto de implementar salas de vacinação: “Tem uma gama [de vacinas] que está no quadro de vacinação e que pode ser aplicada em farmácias”, lembra a gerente, sobre os antígenos que a Bemol deverá disponibilizar à população.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

Para capacitar seus farmacêuticos, a rede escolheu o ICTQ. Nesse sentido, a farmacêutica responsável da empresa destacou que teve um feedback muito positivo dos seus profissionais em relação ao curso: “Eles gostaram muito, foi muito bom. Eu já percebi que foi de grande rendimento, tanto na parte de ensino à distância (EAD) como presencial, nossa equipe teve um suporte muito além do esperado”, ressaltou Renata.

Em entrevista ao jornalismo do ICTQ, o professor da instituição que ministrou as aulas, Mikael Flambertto, explica qual é o diferencial do curso: "O que faz a diferença é a abordagem prática. Nesse curso os alunos têm um aprendizado prático muito bom. Primeiramente, eles aprendem os processos teóricos e em seguida colocam esse aprendizado na prática presencial", afirma.

publicidade inserida(https://www.ictq.com.br/pos-graduacao)

Flambertto ainda lembra que, no caso da Bemol, houve a possibilidade de adaptar a disciplina às necessidades dos alunos: "Como estávamos inseridos na Bemol, a gente conseguiu contextualizar todo o curso de acordo com o que a empresa precisava. Então, essa parceria e proximidade fez toda a diferença. Além disso, nós conseguimos prestar, praticamente, uma assessoria".

Farmacêuticos vacinadores

Em meio à pandemia, Flambertto acredita que surgirá uma procura maior para capacitação de farmacêuticos em vacinação, pois, eles serão de extrema utilidade à sociedade: “Acredito que se os farmacêuticos estiverem capacitados, eles poderão dar um respaldo enorme na imunização da população. Eles deverão, inclusive, trabalhar como vacinadores na campanha do Calendário Nacional de Imunização ou em outras iniciativas que, com certeza, irão surgir, porque o Ministério da Saúde (MS) vai precisar bastante”, destacou.  

Crescimento com robotização

Em relação ao projeto de robotização, a primeira farmácia da Bemol a receber a tecnologia está localizada em Manaus, no Amazonas, e em poucos meses após a implementação do sistema registrou um crescimento em receita de 127%. Além disso, o robô também conseguiu otimizar o trabalho dos farmacêuticos durante a dispensação.

O crescimento é atribuído ao fato de que o robô consegue atender a uma maior demanda, além de otimizar serviços e espaços físicos. Em entrevista ao Portal do ICTQ, Renata também falou sobre esse novo projeto.

“O robô está presente em uma das nossas unidades de farmácias, em Manaus. Nós trouxemos essa tecnologia para proporcionar um diferencial à região, pois, aqui no Norte não tem. Então, nossa rede foi pioneira”, afirma a farmacêutica.

Na unidade, os farmacêuticos conseguem trabalhar com mais facilidade, atendendo aos pacientes melhor e, ao mesmo tempo, com mais agilidade, pois, em uma média de oito segundos, o medicamento é coletado com o auxílio da tecnologia e entregue ao profissional para dispensá-lo. “Além de ser um projeto inovador, a robotização traz uma mecânica muito prática, pois, evita erros, facilita os processos operacionais, como na contagem, inventário, controle de validade, realiza aumento do espaço físico, entre outras vantagens”, destaca Renata.

A iniciativa de implementar a robotização na rede aconteceu após o presidente da rede Bemol, Denis Benchimol Miney, fazer uma viagem à Suíça e conhecer a tecnologia. Agora, a ideia é instalar o sistema em suas 25 farmácias e 23 lojas de departamento, que estão espalhadas pelo Amazonas, Rondônia, Roraima e Acre. 

Participe também: Grupo de WhatsApp e telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Farmacêutica, Farmácia, Varejo Farmacêutico

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS