Alerta: Anvisa determina suspensão de lotes de medicamentos falsificados

Alerta: Anvisa determina suspensão de lotes de medicamentos falsificados

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a apreensão, inutilização, suspensão da comercialização, da distribuição e do uso dos medicamentos Norditropin Simplexx (lote: Ww 7210089) e do Norditropin Flexpro (todos os lotes), ambos da empresa Novo Nordisk. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (D.O.U.), por meio da Resolução (RE) 530, de 20 de fevereiro de 2020.

A medida preventiva aconteceu devido ao fato de que a empresa que possui o registro dos medicamentos, ambos indicados para tratar deficiências no crescimento, alega desconhecer a existência do lote Ww 7210089, referente ao Norditropin Simplexx. Já quanto ao Norditropin Flexpro, a companhia informa no comunicado da Anvisa que esse produto não é comercializado por ela em território nacional, portanto, todas as unidades identificadas em seu nome são falsificadas.  

Leia também: Anvisa determina recolhimento de medicamento indicado para reposição de ferro

A RE usou como base a RDC 255/18, que dispõe sobre o funcionamento da Agência Reguladora, na proteção da saúde da população, por meio do controle sanitário na produção, na comercialização e no uso de produtos e serviços submetidos à vigilância sanitária, inclusive nos ambientes, nos processos, nos insumos e nas tecnologias a eles relacionados, além do controle de portos, aeroportos, fronteiras e recintos alfandegados.

A publicação por meio do D.O.U. também usa as diretrizes dispostas na lei 6.360/76, que define: “Ficam sujeitos às normas de vigilância sanitária instituídas por esta lei os medicamentos, as drogas, os insumos farmacêuticos e correlatos, definidos na lei 5.991/73, bem como os produtos de higiene, os cosméticos, perfumes, saneantes domissanitários, produtos destinados à correção estética e outros adiante definidos”.

Nesse sentido, a legislação estabelece no artigo 62 (parágrafo II) que considera-se alterado, adulterado ou impróprio para o uso o medicamento, a droga e o insumo farmacêutico que houver sido retirado ou falsificado, no todo ou em parte, elemento integrante de sua composição normal, ou substituído por outro de qualidade inferior, ou modificada a dosagem, ou lhe tiver sido acrescentada substância estranha à sua composição, de modo que está se torne diferente da fórmula constante do registro.

Em outros parágrafos, o artigo 62 ainda considera alterado, adulterado ou impróprio para o uso o medicamento, a droga e o insumo farmacêutico:

- que houver sido misturado ou acondicionado com substância que modifique seu valor terapêutico ou a finalidade a que se destine (I);

- cujo volume não corresponder à quantidade aprovada (III); e

- quando suas condições de pureza, qualidade e autenticidade não satisfizerem às exigências da Farmacopéia Brasileira ou de outro Código adotado pelo Ministério da Saúde (IV).

Posicão da Novo Nordisk

Em nota oficial enviada à equipe de jornalismo do portal do ICTQ - Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico, a Novo Nordisk informou que está ciente do conteúdo e confirmou o alerta sobre a falsificação dos respectivos lotes dos medicamentos Norditropin FlexPro e Norditropin Simplexx.

De acordo com a empresa, logo após tomar conhecimento sobre a informação dos lotes, por meio de um funcionário, prosseguiu com uma avaliação interna e constatou que tratava-se de falsificação.

Em seguida, a Novo Nordisk explica que repassou a informação à Anvisa, conforme é solicitado pela legislação. Imediatamente, o órgão sanitário publicou o comunicado repassado pela companhia no D.O.U.. Por fim, a empresa informa que segue com ética e transparência, e ressalta que está à disposição para qualquer esclarecimento futuro.

O documento que solicita a suspensão dos medicamentos pode ser consultado por meio do D.O.U. (veja aqui).

Participe também: Grupo de WhatsApp para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Farmacêutica, Indústria Farmacêutica, ANVISA

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Telefones:

(11) 2607-6688
(11) 2268-4286

 

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS