Como construir uma carreira de sucesso em Assuntos Regulatórios na Indústria Farmacêutica

Como construir uma carreira de sucesso em Assuntos Regulatórios na Indústria Farmacêutica

As atitudes necessárias para alcançar o sucesso, quase sempre, passam por delimitar metas e objetivos de curto, médio e longo prazos, independentemente de a ideia do sucesso não ser a mesma para todos.

A maturidade profissional vem com muito estudo, networking, dedicação e determinação. O mercado de trabalho exige que o profissional tenha sagacidade para evoluir constantemente e que agregue valores. A realidade do mercado mudou! Se, alguns anos atrás, um diploma era capaz de garantir uma boa colocação, atualmente, uma pós-graduação é que poderá dar um upgrade na carreira.

A atualização profissional — por meio de cursos de capacitação e especialização — se tornou essencial. Oferecer apenas os conhecimentos básicos para uma empresa não é uma opção para quem busca sucesso. Uma das vantagens da atualização profissional é a capacidade de obter novas habilidades para lidar com questões mais práticas do dia a dia. Isso oferece uma chance de atuar mais estrategicamente e enfrentar melhor os desafios do mercado.

Nessa linha, em entrevista exclusiva, o ICTQ - Instituto de Pesquisa e Pós-Graduação para o Mercado Farmacêutico falou com o especialista em Assuntos Regulatórios, ex-aluno de pós-graduação do Instituto e que, por conta de sua especialização, foi promovido e também se tornou professor do ICTQ. Ele é o farmacêutico, dr. Vitor Brandão.

Atualmente, ele atua como diretor de assuntos regulatórios na Ultragenyx, farmacêutica americana voltada ao desenvolvimento de medicamentos para doenças raras e ultrarraras - área pouquíssimo explorada pelas indústrias farmacêuticas e que exige profissionais com grande conhecimento em biotecnologia.

ICTQ – Você poderia nos contar um pouco sobre sua formação?

Vitor Brandão – Formei-me em 2007, pela Universidade Estadual de Goiás. Sempre pensei em seguir carreira na área de saúde, mas, pela afinidade com química e biologia, optei por Farmácia. A melhor possível. Quando decidi me especializar, estudei no ICTQ quando a instituição ainda dava os primeiros passos. O ICTQ foi pioneiro em muitos cursos de pós-graduação voltados à indústria farmacêutica, e tive o privilégio de ser um dos primeiros alunos.

Fiz especialização em Assuntos Regulatórios, uma área estratégica na indústria farmacêutica, mas que sequer era introduzida durante a graduação. Na época, o ICTQ era a única instituição a oferecer este curso em Goiás, onde eu trabalhava. Além disso, o quadro de professores contava com profissionais com bastante conhecimento e experiência na área.

Sendo assim, além de ser um período de grande aprendizado, foi uma oportunidade ímpar de conhecer profissionais da área e ampliar minha rede de relacionamentos. Tenho contato com alguns dos professores até hoje e acabamos nos tornando colegas de trabalho. O ICTQ, certamente, mudou o rumo da minha carreira, direta e indiretamente. Além das aulas, tive a felicidade de fazer duas viagens internacionais com o ICTQ. Quando estava prestes a terminar minha especialização, fomos para a Argentina em um dos maiores congressos farmacêuticos daquele país, a Exposición para la Ciência y Tecnologia Farmacéutica, Biotecnológica, Veterinaria y Cosmética.

Pouco tempo depois, finalizei a especialização e veio minha primeira grande promoção de carreira, quando deixei Goiás e fui para São Paulo trabalhar em uma das maiores indústrias farmacêuticas do mundo. Já mais recentemente tive a chance de ir para Nova York novamente com o ICTQ para participar de uma das maiores feiras mundiais de biotecnologia, a Interphex. O que me aproximou muito do universo da biotecnologia, área em que atuo hoje.


Posteriormente, eu assumi, durante quase quatro anos, a responsabilidade pelas operações regulatórias, de garantia da qualidade e farmacovigilância na América Latina da Samsung Bioepis (divisão de biotecnologia da gigante Samsung). Atualmente ocupo o cargo de diretor de Assuntos regulatórios de uma das principais empresas globais de biotecnologia voltadas ao tratamento de doenças raras e ultrarraras, a Ultragenyx.

Sendo assim, fica impossível descrever como o ICTQ teve um impacto tão positivo na minha carreira. É também muito importante dizer que fui aluno e professor do ICTQ. Tive o prazer de ser professor na mesma especialização na qual fui aluno. Isso é muito gratificante.

ICTQ – De que maneira o seu perfil o levou à ascensão profissional?

Vitor Brandão - Minha ascensão foi muito rápida, pois sempre fui um profissional inquieto. Queria sempre conhecer mais, entender mais, aprender mais, fazer mais. Cheguei ao meu primeiro cargo de gestão apenas dois anos após ter me formado. Entretanto, certamente após a conclusão da minha especialização surgiram as melhores oportunidades.

ICTQ – Como é a sua atuação no mercado farmacêutico? 

Vitor Brandão - Desde que me formei sempre atuei na área de assuntos regulatórios na indústria farmacêutica, na maior parte do tempo com produtos sintéticos. Porém, desde 2015 trabalho exclusivamente com medicamentos biológicos, tanto inovadores quanto biossimilares. Além disso, hoje consegui unir o amor que tenho por minha profissão com um propósito maior, que é o de ajudar pessoas com doenças raras.

ICTQ - A que você atribui seu sucesso profissional?

Vitor Brandão - Primeiramente ao amor que desenvolvi pelo que faço. Lembro-me de que quando iniciei na área, no meu período de estágio, não gostava muito. Mas aos poucos fui entendendo a importância do meu trabalho e me apaixonando pelo que eu fazia. Certamente, este é o ponto principal, aprender a gostar do que se faz. Somados a isso há fatores básicos, como esforço, estudo e dedicação. Sempre corri atrás do que entedia ser melhor para minha carreira, e nunca poupei esforços.

No entanto, um dos pontos mais importantes, e que muitos profissionais não levam em consideração, é a construção de uma boa rede de relacionamentos. Ninguém cresce sozinho, sem o auxílio de outras pessoas. Sempre procurei me relacionar bem com meus colegas, ajudando e sendo ajudado quando preciso. Hoje tenho em minha vida muito mais que colegas de profissão, tenho amigos de profissão, irmãos de profissão. Tenho em minha vida pessoas espetaculares que fazem parte do meu desenvolvimento pessoal e profissional. Ademais, antes de ser um bom profissional você precisa ser uma boa pessoa. Se você não é uma boa pessoa, jamais será um profissional de excelência.

ICTQ - Quais foram as suas principais motivações no decorrer do tempo para obter êxito na sua carreira profissional?

Vitor Brandão - O que me motiva é saber a importância que meu trabalho tem na vida das pessoas. O foco principal da minha atuação é garantir a aprovação de novos medicamentos no país, o que consequentemente aumenta o acesso à população, traz melhores tratamentos e, dependendo do caso, custos reduzidos. Indiretamente, tudo o que fiz desde o início da minha carreira teve impacto positivo na vida de milhares de pessoas. Porém, agora estou focado em ajudar um grupo menor de pessoas, que são aquelas acometidas por doenças raras. De maneira geral, estes pacientes têm pouquíssima perspectiva de melhora, pois, quase não há empresas investindo no tratamento dessas doenças, visto que somente uma parcela muito pequena da população é atingida.

ICTQ - Quais são as dicas que você pode dar para quem está começando no mercado?

Vitor Brandão -  Dedique-se e aprenda a gostar do que faz. Muitas vezes os jovens profissionais têm como foco encontrar algo que amam, mas esta busca nunca tem fim. Encontre uma área de afinidade, entenda a importância do seu trabalho e inevitavelmente você se apaixonará pelo que faz. Além disso, lembre-se de que por mais que você ame o que faz, haverá dias bons e dias ruins. É como um relacionamento entre duas pessoas: há dias em que as coisas vão mal mas logo voltam a ficar bem. Amar o que faz não significa que todos os dias serão maravilhosos.

ICTQ - Recentemente você atuou no mercado de biossimilares na Samsung. Como você ingressou, o que é o mercado de biossimilares no Brasil e quais as vantagens neste setor? 

Vitor Brandão -  Na verdade, antes de trabalhar na Samsung, trabalhei em uma grande empresa brasileira que investe fortemente no desenvolvimento de biossimilares. Naquela ocasião tive meu primeiro contato com esse tipo de produto. Posteriormente, considerando toda a bagagem que tinha, fui contatado por uma consultoria de fora do Brasil que me encontrou via LinkedIn. Foi um processo longo, durou meses, fiz várias entrevistas (todas em inglês) até que fui contratado pela empresa.

O mercado de biossimilares no mundo ainda é muito novo, o que igualmente ocorre no Brasil. Basicamente, medicamentos biossimilares são formados por moléculas biológicas extremamente complexas e, como o nome já diz, são similares, mas não idênticos, aos medicamentos biológicos já existentes. Entretanto, o conceito é bastante diferente de medicamentos sintéticos similares e genéricos. Enquanto os medicamentos sintéticos são produzidos por meio de reações químicas, os biossimilares são produzidos a partir de células vivas.

A vantagem desses produtos é que eles apresentam eficácia e segurança, tal qual os medicamentos biológicos de referência, além de, geralmente, terem custo reduzido, ampliando assim seu acesso à população. Certamente o futuro da indústria farmacêutica reside no desenvolvimento de medicamentos biológicos e, consequentemente, biossimilares.

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Telefones:

(11) 2607-6688
(11) 2268-4286

 

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS