Empresa russa afirma ter criado antiviral que bloqueia replicação do novo coronavírus

Empresa russa afirma ter criado antiviral que bloqueia replicação do novo coronavírus

A indústria farmacêutica R-Pharm, sediada em Moscou, diz ter obtido licença na Rússia para um medicamento capaz de impedir a replicação do novo coronavírus. Segundo o desenvolvedor, o vírus foi eliminado em 77,5% dos pacientes que tomaram o antiviral.

Batizado de coronavir, ele é um medicamento específico para o tratamento da Covid-19 que se mostrou altamente eficaz na inibição da replicação do novo coronavírus, como revelou o ensaio clínico envolvendo casos leves ou médios da doença, garantiu a empresa em comunicado divulgado pela Agência Reuters.

“O coronavir é um dos primeiros medicamentos da Rússia e do mundo que não enfrenta as complicações causadas pelo SARS-CoV-2, mas combate o próprio vírus”, afirmou o comunicado da indústria.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

Segundo os representantes da R-Pharm, o ensaio mostrou melhora em 55% dos casos no sétimo dia do tratamento, contra 20% daqueles com terapia etiotrópica padrão – ou seja, tratamento da causa e não dos sintomas. No quinto dia da terapia, o novo coronavírus foi eliminado em 77,5% dos pacientes que tomaram o medicamento.

Os testes começaram no final de maio e mais de 110 pacientes receberam o tratamento, conforme revelou o chefe de ensaios clínicos do Instituto Central de Epidemiologia da Rússia, Tatyana Ryzhentsova.

Já o diretor médico da R-Pharm, Mikhail Samsonov, explicou à Reuters que “a prática clínica global e o estudo clínico que realizamos confirmaram que o coronavir interrompe muito mais rapidamente a infecção como resultado de uma obstrução efetiva da replicação do vírus”.

Segundo o G1, o antiviral é um dos produtos da R-Pharm, que afirma estar desenvolvendo uma candidata a vacina contra a Covid-19 e diz ter já um medicamento aprovado pelo Ministério da Saúde russo que atua contra a ‘tempestade de citocinas’ causadas pelo novo coronavírus.

publicidade inserida(https://www.ictq.com.br/pos-graduacao)

Rússia já testou outros medicamentos inéditos contra Covid-19

O coronavir é mais um medicamento registrado na Rússia para tratar o novo coronavírus. O primeiro, avifavir, é administrado a pacientes desde 11 de junho, segundo a Reuters.

O Ministério da Saúde russo aprovou o uso do avifavir em um processo acelerado enquanto os ensaios clínicos, realizados por um período mais curto e com menos pessoas do que em muitos outros países, ainda estavam em andamento.

Em comunicado divulgado na semana passada, o fundo soberano da Rússia RDIF, que forneceu apoio financeiro ao avifavir, disse que pediu ao Ministério da Saúde que aprove o medicamento para uso por pacientes que tratam o Covid-19 em casa.

Tanto o coronavir quando o avifavir tem como base um antiviral já alvo de estudos – o favipiravir. Ele foi analisado na China e ainda está sendo testado no Japão, e não é comercializado. Em alguns casos, houve alerta de risco de má formação em embriões, revelou o G1.

Tanto o coronavir quanto o avifavir não são comercializados no Brasil. Os responsáveis russos não divulgaram estudos randomizados e revisados por outros cientistas em revistas científicas que comprovem a eficácia dos medicamentos contra a Covid-19.

Segundo dados compilados até o dia 1/7, o número de casos na Rússia superava a casa dos 700 mil, com quase 11 mil mortes.

Participe também: Grupo de WhatsApp e Telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS