Sanofi é acusada de homicídio em escândalo envolvendo medicamento

Sanofi é acusada de homicídio em escândalo envolvendo medicamento

A indústria farmacêutica Sanofi está sendo acusada de homicídio culposo, segundo informação amplamente divulgada na imprensa, nesta terça-feira (04/08). A história ganhou repercussão após o Tribunal de Justiça de Paris, na França, começar a investigar o caso que envolve o medicamento Depakine, usado contra a epilepsia, depois de receber uma denúncia da Associação de Pais de Crianças que Sofrem da Síndrome do Anticonvulsivante (Apesac), que representa cerca de quatro mil pessoas.

Desde janeiro de 2020, a empresa já era investigada por “fraude grave" e "lesões involuntárias" pelo escândalo do Depakine, de acordo com informação publicada no UOL, por meio da agência francesa AFP. As denúncias envolvem 14 mães que fizeram uso do medicamento durante a gravidez.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

O produto é comercializado desde 1967 com a marca Depakine pela Sanofi, mas também é vendido por outras empresas com marcas genéricas. Normalmente, o medicamento é prescrito para pacientes que sofrem de transtornos bipolares, contudo, seu consumo representa risco de malformações congênitas, caso a mãe faça uso da substância durante o período de gestação.

Posicionamento da Sanofi

Após a repercussão do caso, a Sanofi teria confirmado à AFP que além das denúncias de janeiro deste ano também está sendo investigada por homicídio culposo, a informação foi divulgada por meio do jornal francês Le Monde.

publicidade inserida(https://emailmkt.ictq.com.br/anuncie-no-ictq)

"O laboratório recorreu à câmara de investigação para apelar de sua acusação. O conjunto dos elementos não demonstra a responsabilidade do laboratório em nada", destacou a companhia em nota divulgada à imprensa.

Ainda de acordo com as informações divulgadas, a justiça da França reconheceu, em julho de 2020, a responsabilidade do Estado daquele país, dos médicos e da Sanofi pelos danos causados aos pacientes pelo medicamento Depakine. Por isso, condenou os envolvidos a indenizar as famílias das crianças com deficiência em decorrência dos acontecimentos.

Participe também: Grupo de WhatsApp e Telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS