Covid-19: farmacêutico do MS divulga data de chegada do 1° lote da vacina

Covid-19: farmacêutico do MS divulga data de chegada do 1° lote da vacina

O farmacêutico e secretário de vigilância em saúde do Ministério da Saúde (MS), Arnaldo Correia de Medeiros (foto), divulgou, nesta terça-feira (28/07), a data de chegada das primeiras unidades da vacina contra o novo coronavírus (Covid-19), desenvolvida pela Universidade de Oxford. Segundo ele, caso a eficácia do antígeno seja confirmada, 100 milhões de doses já foram encomendadas pelo Governo brasileiro, sendo que 15 milhões poderão chegar em território nacional em dezembro deste ano.

Atualmente, a substância imunizante, que é produzida em parceria com a indústria farmacêutica AstraZeneca, está na terceira e última fase de testes. "Nessa encomenda está previsto o primeiro lote, para chegar em dezembro, e o segundo lote em janeiro. Muito em breve, se tudo der certo, nós teremos a vacina em dezembro com a ajuda de Deus e o esforço e trabalho de toda a comunidade científica", afirmou o secretário em entrevista à CNN Brasil.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

O farmacêutico destacou também que o Brasil terá uma vantagem, pois, poderá produzir a substância imunizante em território nacional, na fábrica da Bio-Manguinhos, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Vale lembrar que essa vacina não é a única com expectativa de chegada dentro de alguns meses. Na segunda-feira (27/07), o governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que o antígeno contra o novo vírus desenvolvido pelo Instituto Butantan, em parceria com a indústria chinesa Sinovac, deve começar a ser distribuído em janeiro de 2021.

publicidade inserida(https://www.ictq.com.br/pos-graduacao)

Mais informações

A informação divulgada por Medeiros vai ao encontro de uma recente declaração do diretor da AstraZeneca, Pascal Soriot, em que ele revelou que o antígeno será vendido a preço de custo em todo o mundo. O CEO ainda contou que o laboratório pretende começar a disponibilizar a substância imunizante até o final de 2020. 

"Nosso objetivo é fornecer a vacina para o mundo inteiro, temos uma meta que também é fazer isso sem lucro, ou seja, entregaremos a vacina a preço de custo em todo o mundo", disse ele, em entrevista publicada no UOL. O executivo ainda revelou os valores em dinheiro: "A preço de custo será em torno de 2,5 euros (equivalente a R$ 14,90) por unidade", afirmou.

Participe também: Grupo de WhatsApp e telegram para receber notícias farmacêuticas diariamente

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do ICTQ é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo farmacêutico. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O ICTQ é o principal responsável pela especialização farmacêutica no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Veja mais materias sobre:

Farmacêutico, Indústria Farmacêutica, Covid-19

Atendimento

Atendimento de segunda a sexta-feira,
das 08:00 às 18:00 horas.

Telefones:

  • 0800 602 6660
  • (62) 3937-7056
  • (62) 3937-7063

Whatsapp

Endereço

Escritório administrativo - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro, Anápolis - GO.

CEP: 75.024-020

Escritório administrativo - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 910, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Fale conosco

PÓS-GRADUAÇÃO - TURMAS ABERTAS